Mais Lidas

Amizade sino-brasileira

Bolsonaro afirma apoio à China e disse que as portas estão abertas aos chineses

Presidente brasileiro nega possibilidade de qualquer medida restritiva contra o país

acessibilidade:
Bolsonaro encontrou embaixador na quarta-feira (5) Foto: Twitter

A união entre as duas nações foi reforçada no encontro do presidente do Brasil Jair Bolsonaro e o embaixador da China, Yang Wanming. Bolsonaro afirmou que Brasil e China são membros da comunidade internacional e devem se oferecer ajuda mútua para superar as dificuldades. Na pauta, o combate ao novo coronavírus, e o resgate de brasileiros em Wuhan.

Bolsonaro fez questão de reafirmar apoio à China dentro das possibilidades brasileiras, em meio a epidemia do coronavírus. Reforçou também que as portas estão abertas aos chineses, negando qualquer possibilidade de medidas restritivas contra a China. O presidente brasileiro salientou que acredita na capacidade da nação chinesa de controlar e vencer a luta contra o coronavírus. E demonstrou gratidão ao governo da China, pela colaboração na operação de repatriação do grupo de brasileiros que se encontra na cidade de Wuhan, epicentro da epidemia.

Yang Wanming demonstrou gratidão ao ato do governo brasileiro, em decorrência a epidemia do coronavírus, salientou que durante essa crise, a amizade sino-brasileira se faz mais preciosa. O embaixador enfatizou a confiança da China na vitória contra o vírus, assim como no controle da epidemia o mais rápido possível.

Também participaram do encontro, na embaixada da China em Brasília, o chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Também estiveram presentes,  representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os detalhes sobre o trâmite da operação que enviou militares brasileiros para o resgate de 34 pessoas em Wuhan, foram tratados entre Onyx Lorenzoni e Wanming.

Os aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram de Brasília ontem, a previsão de chegada à cidade chinesa é no final da sexta-feira (7).  Em uma publicação no Twitter, o ministro da Casa Civil agradeceu o “estreitamento de relações com a China”.

Vídeos Relacionados