Estádio

Bola dentro na reciclagem

Mané Garrincha pode ter Lixo Zero durante a Copa

acessibilidade:

As toneladas de lixo recolhidas pelo Serviço de Limpeza Urbana a cada jogo no Estádio Nacional Mané Garrincha chamam a atenção para a reciclagem. Com apenas 48% de aproveitamento de resíduos na partida Brasil e Japão, a Secretaria Extraordinária da Copa 2014 e o Serviço de Limpeza Urbana agora pretendem inserir a arena no conceito Zero Waste International Alliance, que visa aproveitamento total dos resíduos.

A intenção é reutilizar ao máximo os resíduos, reduzindo ou eliminando o encaminhamento do lixo para aterros sanitários e incineradores. Na prática, o programa prevê que materiais que hoje são descartados de forma errada sejam corretamente reaproveitados e utilizados como matéria-prima em usinas e fábricas. Apesar de o serviço já ser utilizado na Suécia, Itália Estados Unidos, a previsão é que funcione no Mané Garrincha apenas em 2014, nos sete jogos da Copa do Mundo.