REFORMA E REVITALIZAÇÃO

Saúde do Amazonas recebe investimento de R$ 3,1 milhões

O Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto está em fase de conclusão e irá ganhar mais 50 leitos

acessibilidade:
Hospital 28 de Agosto (Foto: Evandro Seixas SES-AM)

O Governo do Amazonas está realizando obras de reforma e revitalização na rede estadual de saúde, em todas as zonas da cidade. A unidade que está em fase de conclusão é o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, que se destaca pela alta complexidade de atendimentos. A modernização e ampliação da rede faz parte do Programa Saúde Amazonas. As obras, coordenadas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), estão sendo executadas pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE).

No Hospital 28 de Agosto, as obras irão permitir a abertura de 50 novos leitos, o funcionamento do novo laboratório de análises clínicas, implantação de 20 salas de prescrição e procedimentos, incluindo também a reforma do centro cirúrgico. O investimento é da ordem de R$ 3,1 milhões e a conclusão está prevista para o final deste mês, de acordo com a secretária de Estado e Saúde, Nayara Maksoud.

São investimentos importantes que estão sendo feitos pelo Governo do Amazonas, que vão modernizar a infraestrutura da unidade e são essenciais na oferta de serviços de excelência na urgência e emergência, para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)”, reforça Nayara Maksoud.

O secretário executivo da SES-AM, Silvio Romano, ressalta que as obras estão de acordo com o planejamento, para serem realizadas no menor espaço de tempo, reduzindo quaisquer desconfortos aos usuários da unidade, localizada na zona centro-sul de Manaus. O hospital ainda segue em funcionamento, recebendo a demanda habitual de pacientes. “ Todas essas obras estão acontecendo para garantir à população um ambiente e um serviço de saúde ainda melhor”, destaca.

A concentração da obra no momento está na troca do piso do andar térreo. “Essa é uma das partes mais complexas do trabalho, mas as equipes estão atuando para realizar tudo da forma mais ágil possível, sem transtornos. A unidade não passava por uma reforma desse porte há 13 anos”, ressalta.

Entre as obras e intervenções que estão sendo executadas no HPS 28 de Agosto, está a abertura de enfermaria com mais 50 novos leitos, proporcionando a ampliação do atendimento. A obra também substituirá portas e protetores de parede; instalação de película de controle solar; serviço de manutenção em portas, portões e grades metálicas, incluindo pintura; reparo e manutenção em forro do tipo PVC; substituição de piso e revestimento cerâmico de banheiros; substituição de aparelhos e metais sanitários; reparos e manutenção das instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias; limpeza do revestimento externo de vidros da fachada da edificação, entre outras ações.

Melhorias nas unidades 

Segundo o secretário da UGPE, Marcellus Campêlo, as obras estão em andamento em todas as zonas da cidade e abrangem reformas, manutenção predial, climatização e melhorias em geral. “Além de reformas mais estruturantes, há um cuidado especial com a manutenção das unidades, com reformas de pisos, telhados e rede elétrica. A orientação do governador Wilson Lima é dar total atenção à rede de saúde”, afirmou.

As obras que estão em andamento, por exemplo, o HPS Dr. João Lúcio Pereira Machado, na zona leste, e os trabalhos iniciam no Hospital do Coração Francisca Mendes (HCFM) , na zona norte. Em fase de conclusão, pela UGPE, a construção do Centro Avançado de Prevenção do Câncer do Colo do Útero (Cepcolu), anexo à Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon), na zona centro-oeste. O Centro de Atenção à Melhor Idade (Caimi) Paulo Lima, na zona sul, também está passando por reforma, assim como o espaço onde vai funcionar o novo Centro de Saúde Mental.

Passam por manutenção os Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) Joventina Dias e São Raimundo, na zona oeste, e Eliameme Mady, na zona norte. Estão com obras de adequação e revitalização o Hospital Geraldo da Rocha, na zona leste, e a Maternidade do Alvorada, zona oeste. O Hospital Regional de Humaitá também está passando por obras de adequação, para receber 10 leitos de UTI.

Uma obra importante que será entregue ainda em 2024, observa Marcellus Campêlo, é o Cepcolu da FCecon. A unidade funcionará como referência para prevenção ao câncer de colo de útero, doença de alta incidência no Amazonas, e contará com quatro salas cirúrgicas, quatro consultórios, além de anfiteatro para cursos e treinamentos (Com Agência Amazonas).