Mais Lidas

Atenção Primária

Alagoas é 1º estado do Nordeste a receber a oficina Previne Brasil

Capacitação sobre financiamento da Atenção Primária reuniu 186 gestores municipais em Maceió

acessibilidade:
Oficina Previne Brasil de Alagoas reuniu 186 gestores municipais do estado. Foto: Paula Bittar/MS

A escolha de um cinema como local da oficina Previne Brasil de Alagoas foi inusitada e rendeu o trocadilho: “não sei como é nos outros estados, mas o Programa (financiamento da Atenção Primária) aqui é coisa de cinema”, brincou o presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde, Rodrigo Buarque. Nessa sexta-feira (1º), em Maceió, o encontro reuniu 186 gestores municipais na sala 9 do cinema Parque Shopping.

O secretário de Atenção Primária à Saúde (Saps), Raphael Câmara, participou da agenda de capacitação que vai passar por todos os estados do País.

A oficina tem possibilitado que os gestores municipais tirem suas dúvidas com relação aos componentes de pagamento do Previne, que são a capitação ponderada, pagamento por desempenho e ações estratégicas. Com relação às diretrizes do Programa, Alagoas apresenta um diferencial: 97% dos municípios do estado já alcançaram o potencial de cadastro da população.

Esse é um passo significativo para seguir para as próximas etapas de execução plena do Previne. “Tenho ido a outros municípios também com bom desempenho. Faço questão de ir conhecer de perto, pois essa troca com os gestores é muito importante para ouvir os problemas e propor soluções em conjunto” explicou o secretário da Saps.

Capacitação

A presença dos técnicos do Ministério da Saúde no estado, foi destacada por Buarque, pois mostra a importância da agenda para auxiliar os municípios a repensar o processo de trabalho. “A Secretaria de Atenção Primária é nova, foi criada neste governo, mas tem um olhar diferenciado para ver o serviço acontecer lá na ponta”, afirmou.

O encontro tratou dos principais desafios do financiamento dos serviços ofertados nas Unidades Básicas de Saúde. Para a diretora de gestão e planejamento em saúde de Maceió, Sônia de Moura, a oficina mostra em que ponto da organização dos serviços cada gestor pode melhorar os processos para chegar a bons resultados.

“Depois de uma pandemia em que estamos convivendo com grandes dificuldades do ponto de vista da assistência, do perfil epidemiológico, esse evento traz esperança à equipe gestora por entender o momento da gestão”, afirmou Moura.

Também participaram do evento José Medeiros, representando o secretário de estado de Alagoas, Hisham Hamida, diretor financeiro do Conselho Nacional das Secretarias Municipais (Conasems), e Carlos Humberto, superintendente estadual do Ministério da Saúde. (Com informações da Comunicação do MS)

Vídeos Relacionados