Mais Lidas

acessibilidade:

Dominação

A Suprema Corte do País esbofeteou o Brasil e afrontou o Mundo livre mandando colocar fora da prisão o “Ogro Duplamente Condenado” e escondeu nos porões do submundo do Judiciário os crimes hediondos por ele praticados, ou seja, praticados pelo maior ladrão da coisa pública dos últimos tempos e pelo grande responsável por mais de 25 milhões de brasileiros vitimados.

Além disto, de quebra vem insultando diariamente o cidadão honrado, permitindo que o patife petista concorra ao cargo de Presidente do Brasil e de Comandante Supremo das Forças Armadas e se ao final não houver punição para os responsáveis diretos e para os incensadores deste crime ignóbil contra a Pátria, o Gigante das Américas não poderá mais se considerar uma Nação honrada. Estará tudo dominado.

É evidente que aquele vagabundo desclassificado não alcançou todo mal que fez ao País sozinho tal como se deu também nos casos dos grandes marginais da história, indo de Id Amim Dada a Maduro ou de Stalin a Pol Pot. Para que aquela abominável criatura produzisse o estrago que logrou conseguir ao mesmo se somaram e dele se aproveitaram as quadrilhas de FHC, de Dilma, de Temer, só para citar as últimas ou mais atuantes.

Estes são fatos indiscutíveis. Tudo aconteceu daquele jeito e ninguém de sã consciência que não tenha feito parte daquelas obras tem a cara de pau para desdizer ou para negar tais verdades incontestes.

Se o manganão é da turma dos “Contras” – aqui incluídos a “trairagem terceiroviista” – ou melhor, se o gajo é incapaz de apontar o dedo para a vermelhada sem verniz que desgraçou esta Terra de Santa Cruz, pode saber que é do tipo que perdeu uma boquinha com a qual vinha se locupletando a vida inteira ou que viu alguém dos seus se locupletar; que é da turma que adoeceu de ódio e de despeito por amargar o desmascaramento de sua ideologia nefasta e nefanda ou que viu sua falsa cultura ou sua falsa qualidade serem preteridas e serem colocadas a nu, em face do grande padrão, moral, ético e da elevada competência que se impôs no País, com a Nova Ordem Brasileira.

Quando se vê a “artistalha rouanet” enlouquecida contra o Capitão, sabemos o quanto ela perdeu do que auferia dos cofres públicos. Quando ouvimos as enlouquecidas detrações contra o Presidente eleito e em desfavor de sua equipe por parte de um chupim da máquina pública e doublé de sindicalista sanguessuga, sabemos que seu tempo de mamar escondido nas tetas governamentais acabou. Quando vemos a canalha “intelectualoide” das gordas e polpudas remunerações trabalharem (como nunca fizeram) para destruir o governo eleito por mais de 57 milhões de brasileiros, temos convicção de que estão saudosos de seus antigos privilégios, benesses, convescotes, congressos e outras estéreis primazias que o homem comum nunca conhecerá.

O Brasil de hoje não quer voltar a ser o que era antes, isto é, aquela terra de incompetentes e mal-intencionados que foram alijados de dentro do Planalto. Não se quer mais o Brasil da “indústria do distrato”, ao qual o Capitão se referiu recentemente, pela qual os contratos sem a menor possiblidade de serem cumpridos eram assinados pela Administração, apenas para justificar uma inevitável rescisão, pagando-se uma multa milionária para o correligionário contratado.

O País não quer retornar ao tempo em que se se iniciavam obras públicas para não serem concluídas e antes de abandonadas rubricarem gastos bilionários que eram assim desviados do erário. Este Brasil dos novos tempos não quer se prestar mais a comprar para desviar ou deixar apodrecer bens públicos valiosíssimos; não quer alugar galpões e garagens por todo território nacional para abrigar sucatas que não valem um mês do respectivo aluguel milionário, como vem denunciando a Ministra Damares tão odiada pelo torpe seguimento dos “direitos dos manos”.

Tudo isso e muito mais está acabando e cada vez que Bolsonaro e sua equipe põem o dedo na ferida contra eles levanta-se uma horda de maus brasileiros e de vendilhões do Brasil que se dividem em dos tipos: aqueles que querem voltar ao poder e nele voltar a roubar e aqueles que pretendem ocupar o poder pela primeira vez e que, para tal, não se pejam de vender sua alma ao diabo ou dividir o butim com os malfeitores de sempre.

Aí está numa apertada síntese tudo que representa a oposição no Brasil nos dias de agora. A maldita imprensa velha está nessa porque ela e seus vassalos foram afastados dos cofres públicos, tal como ocorreu com os privilegiados da máquina governamental nos três poderes da República, com os famosos e com os outrora endeusados intelectuais da impostura.

A banca e os poderosos estão nesta porque acabou o tempo da exploração enlouquecida do suor de nossa gente – daí porque querem porque querem a cabeça do mago Paulo Guedes – e igualmente a época em que se contratava para alimentar a indústria da propina e da corrupção disfarçada em investimento do Estado.

As malditas ONGS e seus parasitas; os sindicatos de classe; as entidades marginais do tipo MST, MTST do “vagabundinho” Boulos e a gang de Freixo estão nesta porque no Brasil de outrora fazia jorrar dinheiro retirado do bolso magro do operário para suas agressões à propriedade privada e para a proteção que dispendiam para as organizações criminosas aliadas ao PT, ao PCCSOl e ao PCdo B, dentre outros.

Perceba meu caro leitor com quem os patriotas estão lidando nesta guerra para salvar o Brasil da esquerda delinquente. Eles atacam por todos os lados e das formas mais inusitadas. Registre-se, por exemplo, o caso da tal de APIB. – Articulação dos Povos Indígenas do Brasil. Pelos indígenas nunca fez rigorosamente nada. Porém, segundo consta das redes sociais, é  uma das associações que está por trás do site, http://defundbolsonaro.org – criado para destruir a imagem do Agro Brasileiro no exterior, prejudicando nossa economia – cuja principal atividade é espalhar, dia sim e outro também, noticias falsa sobre o Brasil para o mundo, imputar crimes ambientais ao Presidente da República e fazer campanha para que as Nações boicotem nosso País.

Verificando o que se encontra por de trás disso tudo e tendo visto que a administração da organização é de brasileiros, então se descobre coisas altamente interessantes tais como: 1) a participação ativa do PSB, do PSOL, da REDE, do PT, do PDT, do PCdoB e da UERJ: 2) que uma Emergency Apib, ligada a APIB é apadrinhada pelo critico contumaz do Brasil, Leonardo Di Caprio; 3) que é presidida por Sônia Guajajara, a ex-vice de Boulos quando candidato a prefeitura de São Paulo; 4) que a Rede Livre hospeda o site da APIB; 5) que a Rede Livre pertence ao petista João Paulo Mehl, ex-agente de Cuba no Brasil; 6) que a Rede livre é associada a “Mídia Ninja”, “Soylocoporti” e “Fora do Eixo”, organizações comunistas – antes sustentadas pelo Planalto – que trabalham para prejudicar o Brasil e que articulam e mentem 24 horas por dia para denegrir nossa imagem lá fora; 7) que a “Mídia Ninja” é financiada por George Soros de quem o imbecil internacional Leonardo Di Caprio é moleque de recado. Está bom ou quer mais?

Tão nocivo quanto os trilhões roubados nas eras de FHC a Temer é esta dominação que mantem o Brasil amarrado aos grilhões do comunismo ateu e assassino, mas isto parece que o bispo de Aparecida não conseguiu enxergar e, no dia da Padroeira do Brasil, dominado pela cantilena marxista da condenada (em 1984) Teologia da libertação que ajudou Lula a alçar o poder, saiu de seus cuidados para fazer uma homilia petista, sem se dar conta que a volta da dominação vermelha trará, entre outras desgraças, a perseguição à Igreja de Cristo e a perseguição ao clero e aos religiosos, como ocorre na China de hoje. Fazer o quê? Vamos lutando.

Jose Mauricio de Barcellos ex Consultor Jurídico da CPRM-MME é advogado. E-mail: bppconsultores@uol.com.br.