Cláudio Humberto

Plasma faz paciente sair do coma e do ventilador

acessibilidade:

Os estudos sobre uso do plasma “hiperimune” do sangue das pessoas que se curaram do coronavírus seguem de vento em popa em vários países do mundo como França, Reino Unido e EUA. A notícia mais animadora veio de um americano que estava na UTI há mais de uma semana, mas saiu do coma e passou a respirar sem aparelhos apenas três dias depois de começar a receber as infusões de plasma doado.

Reportar Erro