Cláudio Humberto

Números impressionam

acessibilidade:

Na Itália e Reino Unido, onde a primeira onda já foi devastadora e deixou sequelas, os picos atuais foram 483% e 400% maiores, respectivamente.