Cláudio Humberto
Coluna CH / 12 de fevereiro

Norma rejeitada pelo Brasil inspirou decisão do STF sobre demissão em estatais

acessibilidade:
Sede do Supremo Tribunal Federal. Foto: Fellipe Sampaio
Sede do Supremo Tribunal Federal. Foto: Fellipe Sampaio

Foi inspirada em convenção anacrônica da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que o Brasil não ratificou, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), esta semana, dificultando a demissão de funcionários de empresas estatais, sejam quais forem as razões, mesmo concorrenciais, incluindo-os na “estabilidade” do serviço público. A Convenção 158 da OIT, que representa grave retrocesso nas modernas relações de trabalho, também foi rechaçada pela maioria dos países desenvolvidos.

Moraes mandou bem

No plenário, o STF ignorou o acertado voto do ministro Alexandre de Moraes e endossou a posição do seu presidente, Luis Roberto Barroso.

A gente que se vire

Trata-se de bandeira demodê da esquerda brasileira, comprometendo as estatais e pendurando a rebordosa no bolso do pagador de impostos.

Ação era de 1997

O julgamento do STF foi provocado em ação de 1997 movida por funcionários demitidos pelo Banco do Brasil, a maioria já aposentada.

TST contrariado

O Tribunal Superior do Trabalho (TST), que examinou exaustivamente o caso, negou provimento à queixa e deu razão ao Banco do Brasil.

Sede do Supremo Tribunal Federal. Foto: Fellipe Sampaio
A Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu, nesta terça-feira (20), abrir processo para apurar a conduta de cinco ex-ministros do governo de Jair Bolsonaro. (Foto: Captura/YouTube)

Enrolado, Bolsonaro dá banho em Lula nas redes

Mesmo enrolado em operação policial que o investiga por “tentativa de golpe”, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ainda dá banho no principal rival, Lula (PT) nas redes sociais. Após fracassar em seu canal no Youtube, que nunca atraiu mais do que 5 mil pessoas, o petista pediu à Secretaria de Comunicação o fim do vexame. Para pouco mais de 29 milhões de seguidores de Lula nas quatro principais redes (Instagram, X, Facebook e YouTube), Bolsonaro soma mais que o dobro, 59 milhões.

Tem mais

As contas apuradas são apenas as redes pessoais de cada figura e não incluem, partidos ou grupos no Whatsapp e Telegram, por exemplo.

Banhaço

Somente no Instagram (com 25,4 milhões) o Bolsonaro já quase iguala o total de seguidores de Lula em todas as redes sociais citadas

Um exemplo

Vídeo publicado por Lula no seu canal oficial do Youtube obteve 2,2 mil visualizações em 8 horas. O de Bolsonaro, 36 mil em 5 horas.

Poder sem Pudor

Questão sagrada

Apertada com doenças na família e dívidas de campanha, em fevereiro de 1990 já fazia um ano e meio que a então vereadora petista Irede Cardoso não pagava o “dízimo” cobrado pelo PT. Sem conseguir parcelar o débito, Irede propôs entregar uma máquina de escrever como pagamento. A oferta foi prontamente recusada pelo tesoureiro do PT paulistano, Sílvio Pereira: “A questão financeira é sagrada no PT. É um dos nossos poucos dogmas.” Quinze anos depois, Sílvio “Land Rover” Pereira seria protagonista de um escândalo de corrupção no governo Lula, que o afastou da direção do PT.

Testosterona neles

O deputado José Medeiros (PL-MT) disse à coluna que os líderes do Congresso Nacional “precisam de testosterona” para defender as prerrogativas constitucionais dos parlamentares.

Exceção

Para o presidente do Novo, Eduardo Ribeiro, “é digno de uma ditadura” o pedido de inquérito da PF contra Nikolas Ferreira (PL-MG) por chamar Lula de ladrão. Para ele, quem apoia isso é “só mais um autoritário”.

Corte total

Oito comissões da Câmara viram todas as suas emendas vetadas por Lula, mês passado: Turismo; Minas e Energia; Trabalho; Previdência e Assistência Social; Indústria, Comércio e Serviços; Desenvolvimento Econômico; Defesa do Consumidor; e Finanças e Tributação.

Faltaria timing

Osmar Terra (MDB-RS) disse não acreditar na narrativa de golpe. Para ele, a tentativa faria mais sentido em 2021, quando “milhões de brasileiros nas ruas pediam uma reação às ações do STF”.

Frase do dia

O sonho da esquerda sempre foi esse: estar no poder sem oposição

Deputado Sanderson (PL-RS), após o pedido do PT para a cassação do registro do PL

Segue

Durante a audiência de custódia do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, ele foi indagado sobre se houve ilegalidade, humilhação ou agressão durante a ação da Polícia Federal. Seguirá preso.

Rombo aumenta

Após o registro do maior prejuízo nas estatais federais desde 2017, o senador Flavio Bolsonaro (PL-RJ) comentou que “o rastro de prejuízos e danos não tem fim nesse governo”.

Pau-de-arara moderno

Indagado sobre a delação de Mauro Cid, o ex-vice-presidente Hamilton Mourão diz que ele foi submetido “ao pau de arara do século 21” e que revelou o que conhecia para não comprometer pessoas queridas.

Lá como cá

Após a aprovação de pacote de “ajuda militar” de quase US$60 (R$300) bilhões para a Ucrânia, uma comissão de senadores do partido do presidente Joe Biden, nos EUA, anunciou visita oficial a Kiev.

Pensando bem...

...para amarrar a teoria com um laço, só falta envolver a CIA.

Reportar Erro