Cláudio Humberto

Governo do DF vê MP de Contas burlando sentença

acessibilidade:

O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Distrito Federal tentou “driblar” decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que o obriga abordar órgãos do governo do DF somente através da presidência da corte e não mais diretamente, como fazia. O problema é que membros do chamado “MP de Contas” continuaram a agir como antes, utilizando-se de um subterfúgio: a Lei de Acesso à Informação. Vai dar confusão.