Cláudio Humberto
Coluna CH / 18 de dezembro

Deputados gastam mais de R$6 milhões viajando a lugares caros no exterior

acessibilidade:
Em 2023, foram 361 autorizações concedidas pela Câmara para que os parlamentares pudessem flanar por aí. (Foto: Agência Câmara)

Sob justificativa de “missão oficial”, deputados federais impuseram ao pagador de impostos fatura superior a R$6 milhões para bancar o bem-bom mundo afora por nossa conta. Poucos foram os destinos nacionais escolhidos. Suas excelências deram prioridade a lugares badalados (e caros) como Paris, Barcelona, Dubai, Lisboa e o destino favorito dos deputados: Nova York. Em 2023, foram 361 autorizações concedidas pela Câmara para que os parlamentares pudessem flanar por aí.

Rei do aeroporto

Ninguém viajou tanto como Danilo Forte (União-CE), relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias. Foram impressionantes 11 viagens.

ONG convida, você paga

Há casos como o de Duda Salabert (PDT-MG): uma das três viagens foi a convite de uma ONG, mas foi o pagador de impostos que bancou.

Mata Atlântica em NY

A SOS Mata Atlântica convidou Duda para evento em... Nova York! E lá se foram R$9,6 mil em passagens e outros R$10,4 mil em diárias.

Viagem familiar

Eduardo da Fonte (PP-PE) e Lula da Fonte (PP-PE), pai e filho, curtem juntos as viagens internacionais. Foram para Pequim, Xangai e Lisboa.

Os parlamentares cobram uma resposta do Legislativo. (Foto: Reprodução/Instagram/Acervo Pessoal).

Bolsonaro ainda dá banho em Lula nas redes sociais

A crescente frustração em torno do desempenho do presidente Lula (PT) nas redes sociais fez o Palácio do Planalto reforçar a atuação da comunicação na internet, para tentar combater o “banho” que o petista leva, especialmente quando tenta reproduzir o modelo do ex-presidente Jair Bolsonaro com “lives” no Youtube. O petista acumula pouco mais de 29 milhões de seguidores nas quatro principais redes sociais (Instagram, X, Facebook e YouTube); Bolsonaro tem mais que o dobro, 60 milhões.

Tem mais

As contas apuradas são apenas as redes pessoais de cada figura e não incluem, partidos ou grupos no Whatsapp e Telegram, por exemplo.

Um exemplo

O último vídeo publicado por Lula no seu canal oficial do Youtube obteve 2,2 mil visualizações em 8 horas. O de Bolsonaro, 36 mil em 5 horas.

Outro

No ‘X’, postagem de Lula obteve mil likes em quatro horas nesta sexta (15). No mesmo período, no mesmo dia, Bolsonaro obteve 6 mil.

Poder sem Pudor

Livro de cabeceira

Durante a visita de Lula 1, conversavam em Camp David a embaixadora Maria Nazareth Farani de Azevedo, chefe de gabinete do chanceler Celso Amorim, e o secretário de Imprensa da época, embaixador Ricardo Neiva Tavares, com o chefe de gabinete da Casa Branca, Joshua Bolten, quando George W. Bush chegou. E foi logo perguntando, simpático: “Vocês estão sendo bem tratados?” Lelé, como Maria Nazareth é chamada pelos colegas, respondeu: “Sim, senhor presidente. E descobrimos que estamos lendo o mesmo livro, ‘A Peace to End All Peaces’ (sobre a queda do império otomano).” Bush entrou na conversa nio melhor estilo de gente comum: “Eu também! Estou na página 86...”

Pelo menos isso

Apesar de reduzir tensões, o encontro entre o ditador venezuelano Nicolás Maduro e o presidente da Guiana, Irfaan Ali, não produziu anúncio de qualquer outra medida concreta. Conflito armado, agora não.

Mundo capota

Há 4 anos, a Câmara dos EUA aprovava o primeiro impeachment contra o ex-presidente e agora principal candidato para 2024, Donald Trump. Mas lá, o impeachment só na Câmara não produz efeitos.

Lateral de ascendência

O presidente da Guiana, Irfaan Ali, se reuniu ao menos duas vezes com o presidente cubano Miguel Díaz Canel apenas neste mês de dezembro. Uma vez em Barbados e outra durante a COP28, em Dubai.

Altos e baixos

Após Lula comemorar ter “conseguido colocar na Suprema Corte desse País um ministro comunista”, o senador Carlos Portinho (PL-RJ) lamentou: “Sim. A democracia agoniza e o comunismo avança no Brasil”.

Frase do dia

“Comunismo e democracia são como água e óleo”

Deputada Bia Kicis (PL-DF) comentando declaração de Lula sobre ‘ministro comunista’

Só um dia depois

Para Rogério Marinho (PL-RN), a fala de Lula, que comemorou “ministro comunista” no STF, desmonta o discurso que Flávio Dino usou para ser aprovado no Senado. “Faltou combinar com o chefe. Padrão PT”.

Mudança de trajeto

As lideranças de Minoria, do PL e do Novo, mudaram de curso e desistiram da obstrução na votação da reforma tributária, no plenário da Câmara, na tarde de sexta (15). Virou orientação para “não”.

Eles sempre vão

O deputado Marcel van Hattem (Novo-RS) denunciou a baixíssima presença física de deputados federais na sessão que aprovou a reforma tributária no plenário da Câmara e apontou: estava “cheio de lobistas”.

Mudanças na Alego

A configuração da Assembleia Legislativa de Goiás vai mudar. O TSE decidiu cassar o mandato do deputado estadual Fred Rodrigues (DC), por atrasar a prestação de contas das eleições de 2020.

Pensando bem...

...o Brasil é o único lugar onde se faz reforma para piorar o original.

Reportar Erro