Cláudio Humberto
Coluna CH/7 de julho

Congresso distribuirá R$200 milhões a ‘marajás’

acessibilidade:
Aprovação veio na Comissão Mista do Orçamento

A Comissão do Orçamento aprovou a distribuição de R$202,5 milhões para tornar ainda mais obesos os salários da elite do serviço público federal, aquela turma que, mesmo em casa sem trabalhar, não abriu mão de um único centavo para ajudar na guerra contra a pandemia e a crise econômica. As novas regalias foram criadas sob pretexto de “recompor gastos com pessoal”. A maior parte da bolada, R$104,8 milhões, vai para o Judiciário, cuja decisão corporativista impediu a redução de jornada e salários, como no setor privado, para bancar os custos da pandemia.

Não pode sobrar

A turma passou o rodo ao descobrir o superávit financeiro de R$173,2 milhões e dos R$29,3 milhões do corte de gastos. Sobrou, embolsou.

Bolsos cheios

Campeã individual, a Defensoria Pública da União (DPU) vai receber R$57,2 milhões. Senado, Câmara e TCU, juntos, outros R$19,1 milhões.

Caso pensado

O deputado Marcel Van Hattem (Novo-RS) disse que isso é forma de “premiar ineficiência do Congresso de aprovar a reforma administrativa”.

Inexplicável

Gastos com pessoal estão no orçamento. “Como que acabam esses recursos no meio do ano?”, questionou Júlio Cesar (PSD-PI).

Presidente Jair Bolsonaro (PL) e ex-presidente Lula (PT) polarizam a dispita. Fotos: Flickr

Bolsonaro empata com Lula na região Sudeste

Levantamento nacional do Paraná Pesquisa aponta que, no Sudeste, maior região do País, o pré-candidato do PT Lula está empatado com o presidente Jair Bolsonaro (PL). O petista tem 39,5% para presidente, contra 37,3% do candidato à reeleição. Representa empate técnico, já que a margem de erro da pesquisa que ouviu 2.020 eleitores em todo o País é de 2,2%. A pesquisa foi registrada no TSE sob nº BR-09408/22.

Maior região

São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito abrigam, somados, mais de 56,7 milhões de eleitores, 43% do total.

Lideranças regionais

Lula lidera absoluto na região Nordeste: 54,9% a 26,3% de Bolsonaro. No Sul, o quadro se inverte: 44,6% de Bolsonaro a 31,2%.

Outro empate

O presidente lidera nas regiões Norte e Centro-Oeste, segundo o Paraná Pesquisa: 40,6% a 36,8%.

Poder sem Pudor

Promovido com orgulho

O destemido jornalista Paulo Silveira, ex-Última Hora, era diretor-geral da Assembléia Legislativa do Rio quando, em Brasília, o presidente Ernesto Geisel demitia o ministro do Exército, Sílvio Frota. O general saiu atirando, num manifesto em que dizia estar o governo “infestado de comunistas”. Naquele dia, Paulo recebeu uma ligação do irmão Joel Silveira, outro patrimônio da imprensa brasileira: “Aí, hein, foi promovido!” Paulo estranhou: “Promovido a quê?” O grande Joel explicou: “À História. Você está na lista do Silvio Frota, como ‘subversivo’.”

A última do TCU

A ânsia por holofotes faz do Tribunal de Contas da União (TCU) motivo de galhofa: após abrir “investigação” sobre o assédio sexual na Caixa, e “investigar” uma PEC ainda em votação, só falta o TCU cavar uma beiradinha no noticiário sobre homicídios e acidentes de trânsito.

Crime financia

Para o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) é preciso investigar a aliança criminosa PT-PCC, denunciada por Marcos Valério à Polícia Federal. “O crime financia”, acusa o autor do pedido de CPI do PT-PCC.

Ruim por consenso

Raro grupo pluripartidário de senadores, entre eles o petista Humberto Costa e o líder do governo, Carlos Portinho, “congelou” a PEC que permitiria a parlamentares ocuparem embaixadas sem perder o mandato.

Caminhoneiros conectados

Além da tecnologia 5G, já implantada em Brasília, o ministro das Comunicações, Fabio Faria, garantiu que 80% das rodovias federais estarão conectadas à internet, ao menos por enquanto, com 3G e 4G.

Frase do dia

Na média, o preço da gasolina pode cair até R$ 1,55 por litro

Ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, expôs o potencial de queda em cada estado

Interesses difusos

O “bolo” de ministros do STF em senadores da comissão que discutia o ativismo judicial, ontem, era coisa inimaginável quando o convite foi para integrar a comissão que pretende “atualizar” a Lei do Impeachment.

Só para começar

Assessor internacional da Presidência, Felipe Martins fez uma lista de 55 conquistas do governo Bolsonaro, entre as quais a redução recorde de homicídios e violência, e o “maior programa de privatização da História”.

Queda forte

Em Maceió, alguns postos de combustíveis já vendem a gasolina por R$5,99/litro, apesar do decreto fake do governo. Na semana passada, postos da cidade vendiam o combustível, no mínimo, a R$6,87.

Somar e subtrair

A aprovação do governo Bolsonaro é de 43,2%, segundo o Paraná Pesquisas, contra 39,3% registrados em março. Além da melhora na aprovação, rejeição também caiu de 56% a 52,9%, no mesmo período.

Pensando bem...

...o silêncio da imprensa sobre a ligação do PT ao PCC, revelada à PF por Marcos Valério, chega a ser constrangedor. Mas só para o cidadão.

Reportar Erro