Cláudio Humberto
Coluna CH/28 de junho

Centrão já sabia que Bolsonaro escolheria general

acessibilidade:
General da reserva Braga Netto, candidato a vice, e o presidente Jair Bolsonaro - Foto: Marcos Corrêa/PR.

Políticos do Centrão já estavam avisados pelo presidente Jair Bolsonaro de que o ex-ministro da Casa Civil e da Defesa Braga Netto seria anunciado a qualquer momento como seu vice. Eles chegaram a sugerir a ex-ministra Tereza Cristina, mas não insistiram na ideia porque conhecem a prioridade de Bolsonaro de eleger uma numerosa bancada aliada no Senado. E quer a ex-ministra de volta à pasta da Agricultura.

Fator Tebet

Afastar Tereza Cristina da disputa pelo Senado, no Mato Grosso do Sul, poderia dar ideia a Simone Tebet (MDB) de tentar manter sua vaga.

Gestor talentoso

Desde os tempos da Casa Civil, Bolsonaro admira Braga Netto e deseja usar os seus talentos de gestor, em eventual segundo governo.

Aval importante

O vice foi o braço forte de Bolsonaro na grave crise militar neutralizada com a demissão do general Fernando Azevedo, ex-ministro da Defesa.

É mineiro, uai

Bolsonaro também avaliou que seu vice deveria ser de Minas Gerais. É o caso de Walter Souza Braga Netto, que nasceu em Belo Horizonte.

A decisão foi tomada em reunião extraordinária realizada ontem (18), com a presença apenas dos membros que não foram indicados para nova eleição. Foto: André Motta de Souza/Agência Petrobras.

Entidade do setor quer intervenção na Petrobras

No dia em que a Petrobras escolheu o novo presidente, associação de distribuidores independentes (AbriLivre) defendeu uma “intervenção momentânea” na estatal. Para o diretor Rodrigo Zingales, a lorota de livre mercado não existe no setor, pois a Petrobras tem o monopólio do refino e há oligopólio entre distribuidoras, impedindo a precificação pela oferta e demanda. Zingales prevê que intervenção possibilitaria “preços baseados em custos efetivos e uma margem de lucro razoável a seus acionistas”.

Simples assim

O diretor é taxativo. “A única forma de se garantir um preço de equilíbrio no curto prazo é a partir da intervenção momentânea”, disse.

Autorregulação

O preço internacional é definido pelos países exportadores (OPEP) e, quando a demanda sobe e a produção se mantém, o preço acompanha.

Efeito do lockdown

Ao longo da pandemia, com queda na utilização, o barril de petróleo chegou a ser negativo. Era melhor dar petróleo em vez de armazená-lo.

Poder sem Pudor

Perdidos na noite

Logo nos primeiros dias como presidente, João Goulart chamou o assessor de imprensa, Raul Ryff, meteu-se num Fusca e saiu dirigindo na noite da desconhecida Brasília, com suas avenidas largas e superquadras estranhas. De repente se deparou com um caminhão, frente a frente. Estava na contramão. O caminhoneiro gritou: “Amigo, não sou daqui. Como faço para chegar no final da Asa Norte?” Jango olhou para Ryff e, divertido, desculpou-se: “Ih, rapaz, não sei. É que eu também não sou daqui!...” E foi embora, às gargalhadas.

Seara alheia

Ninguém ouve ministros da Suprema Corte dos EUA se manifestarem fora dos autos, mas os ministros do STF não param de palpitar inclusive sobre assunto interno americano: a recente decisão sobre aborto.

‘Crimideia’ no Brasil

O cientista político Fernando Schuler fez um paralelo brilhante da censura imposta ao partido PCO, pelo ministro Alexandre de Moraes, com o “crimideia”, descrito em 1984, de George Orwell, em que a ditadura tenta controlar falas, ações e pensamentos dos cidadãos.

Caça petista

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados marcou para esta quarta-feira (29) a discussão sete processos por quebra de decoro. Cinco são ações contra deputados a pedido de parlamentares do PT.

São Paulo na frente

Líder do governo no Senado, Carlos Portinho parabenizou São Paulo pela pronta redução do ICMS e lembrou que não perde arrecadação, pois o cidadão vai gastar mais “no supermercado, no gás e outros bens”.

Frase do dia

Cada um tem o presidente que merece

Cantora Elba Ramalho, que se negou a transformar seu show em comício pró-Lula

Passou

O Brasil ultrapassou oficialmente o Canadá na proporção de vacinados na população. O Canadá tem 86,09% de pessoas com ao menos uma dose e o Brasil já tem 86,25%, segundo o Our World in Data.

Descontrole

O INSS pagou 8,5 mil benefícios a pessoas mortas, segundo auditoria do TCU. A corte de contas deu 150 dias para que o órgão crie formas que impeçam pagamentos indevidos ou acima do teto constitucional.

Lá e cá

O deputado Marco Feliciano diz haver diferença entre quem confrontou Roberto Barroso (STF) no Reino Unido e quem faz aqui. “Lá fora os ministros irão ouvir a verdade, pois não podem prender quem a disser”.

Alô, Moraes!

Rogério Marinho chama de “patética e desleal” propaganda de Fátima Bezerra (PT-RN) tomando como suas as entregas de casas e barragens pagas pelo governo federal. Faltou lembrar a governadora, que tenta reeleição, que fake news pode cassar a candidatura, segundo o TSE.

Pensando bem...

...trocar general por general não deveria ser exatamente uma surpresa.

Reportar Erro