Cláudio Humberto

Bolsonaro cai na armadilha e põe Doria em 2022

acessibilidade:

Convidado a participar da reunião com o presidente da República por videoconferência, o governador de São Paulo, João Doria, começou sua intervenção tentando crescer para cima de Jair Bolsonaro, criticando seu pronunciamento da véspera. Tinhoso, o governador até fez apelo ao “entendimento”, mas tratou de inviabilizá-lo com o discurso político. Sabia que o presidente, pavio curto, não resistiria à provocação. Assim, Dória saiu da reunião como queria: entronizado no posto de “antiBolsonaro”.