Cláudio Humberto
Coluna CH / 30 de abril

Alckmin admite a aliados disputar o governo de SP

acessibilidade:
Geraldo Alckmin (PSB), - Foto: Secom/SP.

O plano do vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) não é permanecer à sombra do presidente Lula (PT) em eventual segundo mandato. Aliados próximos dizem ter ouvido de Alckmin a pretensão de disputar o governo de São Paulo em 2026. O projeto é de conhecimento da cúpula do PSB e até de Lula, que não se opõe. O PSB quer usar as eleições municipais deste ano, sobretudo na capital paulistana, como vitrine para tentar reinserir Alckmin na cena e no protagonismo político do Estado.

Sem precipitação

No Planalto, o assunto ainda é tratado com discrição para não abrir frentes de disputa interna pela candidatura e para evitar desgaste.

Estabilidade relativa

O PSB mantém os pés em duas canoas: gosta do projeto Alckmin em São Paulo, mas também luta para manter a vaga de vice de Lula.

PSD, fiel da balança

Nos rascunhos do projeto rumo ao Palácio dos Bandeirantes, a disputa teria apoio de Lula e de antigos prefeitos, vários deles no PSD.

Ostracismo nunca mais

Se perder a disputa, em razão da força do atual governador Tarcísio de Freitas, Alckmin quer um ministério em eventual quarto governo Lula.

Capitólio (foto), um dos ícones dos Estados Unidos, está no roteiro de visitas

Esquerda viaja aos EUA para defender censura

Políticos adoradores de regimes autoritários como os da Coreia do Norte, Cuba e Venezuela se reunirão nos Estados Unidos na quarta-feira (1º), para defender as próprias tentativas de impor censura às redes sociais no Brasil, usando o santo nome da democracia em vão. O passeio para pregar da censura na pátria da Estátua da Liberdade tem gente do PT, apoiador do ditador Nicolás Maduro, e até do PCdoB, cuja referência histórica é Josef Stalin, um dos ditadores mais sanguinários da História.

Genocida histórico

Endeusado na esquerda atrasada do Brasil, Stalin é acusado de mandar matar mais pessoas que os 6 milhões de judeus trucidados por Hitler.

Candidato profissional

A reunião dos esquerdistas na meca do capitalismo que tanto odeiam é com o velhinho radical Bernie Sanders, eterno candidato a presidente.

Roteiro turístico

Os políticos irão turistar em resposta a iniciativa idêntica de bolsonaristas que denunciaram no Congresso o avanço autoritário o Brasil.

Poder sem Pudor

Cabrinha demagogo

Ramiro Pereira era atuante vereador em São José da Lage (AL) quando certa vez se envolveu em bate-boca com um colega. “Vossa excelência é um demagogo!”, atacou. Seu oponente optou pela exposição das limitações de Ramiro: “O que é um demagogo, nobre vereador?” O adversário se enrolou, mas encarou: “Sei não. Mas deve ser um cabrinha safado assim da sua marca!” A sessão quase acaba em pancadaria.

Pavão misterioso

Sem ter o que fazer, o chanceler decorativo Mauro Vieira faz visita oficial à Suíça com agenda que é um primor de embromação: “discutir relação bilateral, agenda multilateral e cenários regionais e global” e “aprofundar” cooperação. O real motivo do passeio do vaidoso ministro é um mistério.

Invasores longe de Goiás

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil), diz que a ordem é tolerância zero para invasões de terra em Goiás, Estado que governa: “Não queremos ninguém perturbando a vida do produtor rural”.

Conta de diminuir

Publicação de Humberto Costa (PT-PE) sobre pessoas em situação de fome (8,7 milhões de pessoas) também desmente mentira de Marina Silva, em Davos, de que no Brasil haveria 120 milhões passando fome.

Ideia de jerico

É de uma “burrice relinchante”, diz o deputado José Medeiros (PL-MT), a proposta obscurantista de uma deputada para banir do Brasil a Starlink, de Elon Musk, que leva internet a locais remotos da Amazônia.

Frase do dia

“Os 12 meses em Goiás são verde e amarelo”

Governador Ronaldo Caiado (União) destaca que em Goiás não tem ‘abril vermelho’

Desculpa nacional

Após o jogo Corínthians 3x0 Fluminense, o treinador português António Oliveira nem precisou explicar o mau desempenho do time até a rodada anterior. Bastou usar o tempo reclamando das fake news contra ele.

Jogada bilionária

Está na pauta da CCJ do Senado a volta do DPVAT, imposto obrigatório extinto por Bolsonaro, destinado a tomar dinheiro do motorista. Lobby de seguradoras, o projeto garante R$15 bilhões para o governo Lula torrar.

Caso Seif

O senador Jorge Seif (PL-SC) irá acompanhar de casa, nesta terça (30), ao lado da família, a retomada do julgamento que objetiva cassar o mandato conquistado nas urnas por mais um político conservador.

Crédito bilionário

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Rep), aproveitou passagem pela Agrishow e anunciou pacote bilionário para o agronegócio: R$1,4 bilhão em linhas de crédito para o setor.

Pensando bem...

...passear no Irã, Coreia do Norte, Venezuela... nada.

Reportar Erro