Diário Motor

Volkswagen apresenta, nos Estados Unidos, versão esportiva do Jetta, a GLI

O modelo virá para o Brasil, mas ainda sem previsão

Volkswagen apresenta, nos Estados Unidos, versão esportiva do Jetta, a GLI

Volkswagen Jetta GLI. Fotos: Volkswagen/Divulgação

A Volkswagen apresentou, durante o Salão do Automóvel de Chicago, nos Estados Unidos, a nova versão esportiva do sedã médio Jetta, a GLI. Equipada com o mesmo conjunto mecânico do Golf GTI, o três volumes conta com motor 2.0 turbo de 230 cavalos.

Quando apresentou a nova geração do sedã no ano passado, a Volks deixou uma lacuna que preocupou os admiradores do Jetta, a versão com motor 2.0. Até então, a configuração topo de linha do três volumes era equipada com um propulsor de 211 cavalos, mas a atual só veio com a caixa de força 1.4 de 150 cavalos.

Esportivado

Na traseira, os escapes são duplos.

O mais estranho é que a marca adotou a nova nomenclatura para a versão topo de linha, seguindo o padrão do Tiguan, com a R-Line sendo a mais completa. A questão, é que no SVU, ela é equipada com o motor 2.0, enquanto no sedã, vem o com mesmo 1.4 das demais.

O motivo só foi revelado agora. A Volkswagen não quis apenas colocar o motor mais forte no Jetta, como no Tiguan, mas sim criar uma versão verdadeiramente esportiva. Com isso, surgiu a GLI com visual mais agressivo. A grade e detalhes no para-choque dianteiro são em pretos brilhante e um filete vermelho – no melhor estilo Golf GTI – aponta para o lado esportivo.

A cabine conta com detalhes em vermelho.

Outros detalhes exclusivos da versão são as pinças de freios vermelhas, os grandes discos e o escape duplo na traseira. Por dentro, a cabine é praticamente idêntica, só ganhou detalhes em vermelho no painel e as costuras do couro do volante e dos bancos seguem o mesmo padrão de cor.

Potência de sobra

A grade em preto brilhante e o filete vermelho apontam o lado esportivo.

Historicamente, a Volks gosta de adotar motores muito potentes para suas versões esportivas – que não lembra do Gol GTI. Com o uso maior do downsizing (motores menores mas mais potentes, geralmente com uso de turbocompressores), a marca é uma das que “mais abusa” da tecnologia.

O famoso 2.0 turbo nasceu para o Golf GTI e equipa outros modelos da marca. O que começou com 211 cavalos e passou para 220, agora gera nada menos que 230 cavalos de potência. O torque, é tão forte quanto, são 35,7kgfm.

Os grandes discos de freio têm 340mm de diâmetro

A transmissão é uma automatizada de dupla embreagem e sete velocidades. Para completar o conjunto esportivo, o Jetta GLI conta com suspensão independente nas quatro rodas, os freios são os mesmos utilizados no Golf GTI e R com discos de 340mm de diâmetro.

Redação
Redação
| Atualizado