Villas Bôas vai ficar no governo, ligado ao GSI

Villas Bôas vai ficar no governo, ligado ao GSI

O general Eduardo Villas Bôas, que transmitiu o comando do Exercito Brasileiro nesta sexta-feira (11), aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro para permanecer num cargo da nova administração, como esta coluna adiantou com exclusividade ontem. O general, que assumiu o Exército em 2015, vai integrar um gabinete ligado ao GSI do general Augusto Heleno, que servirá como uma espécie de “Estado Maior”, um conselho da República de conselheiros do presidente da República.

Cláudio Humberto
Cláudio Humberto
| Atualizado