Esquema forte

Vale tenta ‘romper a barragem’ do Tesouro para comprar ferrovia na bacia das almas

Mineradora manobra para pagar R$1,5 bi por ferrovia que vale R$9 bilhões

Vale tenta ‘romper a barragem’ do Tesouro para comprar ferrovia na bacia das almas

Vale tenta arrematar Ferrovia Norte/Sul por R$ 1,5 bilhão, mas ela vale R$ 9 bilhões. Foto: Fernando Cunha

A Vale achou pouco os desastres que provocou em Mariana, com 19 mortos, e cerca de 300 mortes em Brumadinho, e agora pretende produzir prejuízo bilionário ao Tesouro Nacional, com manobras para reduzir a valores aviltantes a concessão por 30 anos de um trecho de 1.500 mil quilômetros da Ferrovia Norte/Sul. A Vale quer pagar R$1,5 bilhão pela ferrovia que custou R$9 bilhões ao contribuinte brasileiro. Em 2007, a Vale pagou bem mais por metade (720km) da Norte/Sul. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário o Poder.

A Vale tentou enganar, informando pela assessoria que não participaria do leilão. Participa, sim, através da coligada VLI Logística. “V” de Vale.

Para Júlio Marcelo de Oliveira, procurador junto ao TCU, a licitação “favorece amplamente a empresa VLI e não acrescenta nada ao País”.

A VLI afirmou que não comenta “especulações” e a secretaria de PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) não comentou o “atentado”.

É uma “renovação antecipada” porque a Vale já explora esse trecho da Norte/Sul. É o item mais importante dos leilões de infraestrutura.

Redação
Redação
| Atualizado