Mais Lidas

Contas secretas

Zavascki nega segredo de Justiça para contas de Cunha na Suíça

Defesa poderá, no entanto, ter acesso ao conteúdo do inquérito

acessibilidade:

O Supremo Tribunal Federal negou o pedido da defesa do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), para que o novo inquérito aberto contra ele tramite em segredo de Justiça. A decisão foi do ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato, nesta quinta-feira (22). A defesa poderá, no entanto, ter acesso ao conteúdo do inquérito, com direito a tirar cópia dos documentos.

Cunha é acusado de manter contas na Suíça. Também são investigados Cláudia Cruz, mulher do deputado, e a filha dele, Danielle Dytz da Cunha Doctorovitch. Advogados do parlamentar apontam “indevida exposição” dos investigados. Segundo Zavascki, os documentos encaminhados pelas autoridades suíças não tinham a recomendação de sigilo.

Reportar Erro