Mais Lidas

Eleições 2010

Veja a íntegra da denúncia por compra de votos contra a deputada Shéridan

Dodge afirma que a tucana 'possuía consciência da ilicitude e dela se exigia conduta diversa'

acessibilidade:

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) a deputada federal Shéridan de Anchieta (PSDB-RR), por compra de votos para a reeleição do seu ex-marido, José Anchieta Júnior (PSDB) ao governo de Roraima.

De acordo com a denúncia, nas eleições de 2010 a tucana ofereceu vantagens como pagamentos de multas de trânsito e inscrições em programas sociais do governo aos moradores do bairro Pintolândia, em Boa Vista.

Na época, além de primeira-dama, Shéridan era secretária estadual de Promoção Humana e Desenvolvimento.

Dodge afirma na peça de acusação que a tucana “era capaz à época dos fatos, possuía consciência da ilicitude e dela se exigia conduta diversa, encontrando-se caracterizada a autoria e materialidade delitivas. Está caracterizada a autoria e a materialidade do crime”.

A denúncia enviada ao ministro Celso de Mello tem cinco páginas.

  

 

   

 

Vídeos Relacionados