Mais Lidas

Atentato em Istambul

Turquia acusa Estado Islâmico por ataque e revela morte de nove alemães

Outras 15 pessoas ficaram feridas e duas estão em estado grave

acessibilidade:

O primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu, disse nesta terça-feira que o grupo Estado Islâmico está por trás do ataque a bomba em Istambul, que matou 10 pessoas, e que a Turquia está determinada a lutar contra os militantes "até que o grupo não seja mais uma ameaça para o país e para o mundo".

Segundo as autoridades turcas, o homem-bomba tinha 28 anos e era sírio. Uma autoridade do governo turco disse que nove das 10 pessoas que morreram eram alemães. A explosão ocorreu no bairro histórico de Sultanahmet e, além de matar ao menos 10 pessoas, feriu outras 15 na manhã desta terça-feira, informou o governo. De acordo com o vice-primeiro-ministro, Numan Kurtulmus, dois dos feridos estavam em estado grave.

Em entrevista coletiva em Berlim, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, lamentou o ataque. "Hoje Istambul foi atingida; Paris tem sido atingida, a Tunísia tem sido atingida, Ancara foi atingida antes", disse Merkel. "O terrorismo internacional mais uma vez está mostrando a sua face cruel e desumana", acrescentou. A Alemanha e a Dinamarca alertaram seus cidadãos para evitar multidões fora de atrações turísticas em Istambul. Fonte: Associated Press