Mais Lidas

Maioria de votos

TSE revoga prisão de Garotinho e impõe fiança de R$ 88 mil

Na mesma decisão, a Corte determinou uma série de restrições

acessibilidade:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revogou nesta quinta-feira (24) as prisões domiciliar e preventiva decretadas na semana passada contra o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho. Para ser solto, deverá pagar uma fiança de R$ 88 mil.

Na mesma decisão, a Corte determinou uma série de restrições ao ex-governador: além de proibição de contato com testemunhas no processo a que responde, não poderá mudar de endereço e se ausentar de sua residência por mais de 3 dias sem avisar o juiz do caso.

Também não retornar, até o final do processo, à cidade de Campos de Goytacazes (RJ), cidade onde teria, segundo as investigações, comandado um esquema de compra de votos.

Garotinho foi preso no último dia 16 sob acusação de, como secretário municipal, ampliar o programa social Cheque Cidadão para corromper eleitores, uma espécia de compra de votos.

Reportar Erro