Mais Lidas

'Sonhadores'

Trump nega acordo de legalização do status de imigrantes jovens

Presidente dos EUA afirmou que fronteira do país com México está mais perigosa

acessibilidade:

Depois de desejar feliz Páscoa ao seus seguidores no Twitter, o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que não haverá acordo sobre a legalização do status dos imigrantes jovens conhecidos como ‘dreamers’ – sonhadores, em inglês. Trump chegou a afirmar ainda que a fronteira dos Estados Unidos com o México está cada vez mais perigosa.

"Agentes da Patrulha de Fronteira não têm permissão para fazer o trabalho corretamente na fronteira por causa de leis (Democratas) liberais ridículas como a Catch & Release (pegar e largar). Ficando mais perigosas. ‘Caravanas’ estão chegando. Republicanos devem ir para a Opção Nuclear para aprovar leis duras agora. Acordo DACA (Ação Diferida para os Chegados na Infância) não mais”, declarou o presidente na rede social.

O DACA é um programa criado, em 2012, pelo ex-presidente norte-americano Barack Obama para atender os filhos de pais que imigraram sem documentos para os Estados Unidos. Com o programa, esses jovens estão protegidos de deportação e têm autorização para trabalhar no país.

Trump deu um prazo de seis meses, que acabou em março deste ano, para que o Congresso encontrasse uma solução para o fim do programa. Em janeiro, um juiz chegou a bloquear a revogação do programa, o que a Casa Branca considerou como uma decisão ‘escandalosa’. A decisão de acabar com o DACA vai afetar cerca de 800 mil pessoas que vivem nos Estados Unidos.

Também em janeiro deste ano, o governo chegou a ser paralisado por causa de divergências em relação à continuação do DACA. O Senado precisava votar uma medida de curto prazo que estendia o financiamento ao governo de Trump e elevava o teto do endividamento até 16 de fevereiro. No entanto, com a maioria na Casa, os senadores democratas condicionaram os seus votos a permanência no país dos 700 mil inscritos no programa de Obama. Serviços chegaram a ficar paralisados no país por causa do impasse.

Reportar Erro