Mais Lidas

Imbróglio

TRF deve decidir se mineradora canadense continua com empreendimento no Pará

Após investimento de R$ 800 mil, projeto acabou suspenso a pedido do MPF

acessibilidade:

 Desembargadores do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região vão decidir, nesta semana, sobre o caso polêmico da mineradora canadense Belo Sun. Ela foi proibida de dar continuidade à instalação de um empreendimento no Pará, na região do rio Xingu. O TRF vai definir, finalmente, pela continuidade ou não do projeto.

Batizado de “Volta Grande”, o projeto foi liberado em fevereiro deste ano pela secretaria estadual do Meio Ambiente. No entanto, acabou suspenso em seguida por decisão judicial, acatando um pedido do Ministério Público Federal (MPF).

A mineradora já investiu mais de R$ 800 mil em cursos, que foram oferecidos de graça à população local. Algumas centenas de moradores chegaram a ser capacitados.

O município que vai abrigar o empreendimento tem cerca de 15 mil habitantes, com um dos piores IDHs do país, no centro do Pará. Caso o TRF autorize a continuidade do projeto, a empresa canadense deve injetar mais de R$ 1 bilhão na região, o que pode mudar a realidade da população, com emprego, renda e desenvolvimento.