Mais Lidas

AJUSTE À NOVA LEI

TJ de Alagoas retifica edital para cumprir nova lei de concursos

Atendimento a candidatos especiais e exames foram disciplinadas

acessibilidade:

O vice-presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Celyrio Adamastor Tenório Acioly, tornou pública, nesta quarta-feira (27), a 1ª retificação do edital nº 01, de 19 de dezembro de 2017, referente ao concurso público para provimento de 131 cargos do quadro de pessoal permanente do Poder Judiciário de Alagoas.

As alterações no edital estão disponíveis a partir da página 3 da edição de hoje do Diário da Justiça Eletrônico. E o novo edital completo pode ser conferido a partir da página 5 do DJE, que pode ser baixado no endereço eletrônico http://www.tjal.jus.br/concursoservidor/dje271217.pdf

Há vagas para técnicos e analistas (Foto: Itawi Albuquerque/Dicom TJAL)Para fazer os ajustes no edital, o desembargador levou em consideração o que dispõe o artigo 7.º, caput, da Lei estadual n.º 7.858/2016, que estabelece normas gerais para realização de concurso público pela administração direta, indireta, autárquica e fundacional do estado de Alagoas.

A referida lei é de autoria do deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB), para normatizar e tornar mais transparente a forma de seleção e ingresso por meio de concursos públicos no quadro de servidores do Estado de Alagoas.

O artigo 7.º, § 1.º, da Resolução TJAL n.º 10/2017, que disciplina a existência de prova de títulos, de natureza classificatória, para os cargos de nível superior, e a necessidade de melhor dispor sobre a ordem de convocação dos candidatos portadores de deficiência e negros, disposta nos itens 6.7 e 7.11, respectivamente, do edital n.º 01/2017, também foram levados em consideração.

A necessidade de melhor disciplinar questões relativas ao atendimento aos candidatos com necessidades especiais, bem como ao número de candidatos que serão convocados para a fase de exame de sanidade física e mental, também explicam o porquê das alterações feitas no edital.

INSCRIÇÕES EM 08 DE JANEIRO

O certame oferece 131 vagas, sendo 100 vagas para técnico judiciário – área judiciária; 15 para analista judiciário – oficial de justiça avaliador; 15 para analista judiciário – área judiciária e uma para analista judiciário – área de estatística.

As inscrições deverão ser feitas de 8 de janeiro a 15 de fevereiro, no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV), organizadora do certame. As inscrições custam R$ 80 (técnico judiciário) e R$ 100 (analista judiciário). A prova do concurso está prevista para o dia 25 de março, na cidade de Maceió. (Com informações da Dicom TJAL)