Negado

STF se recusa a analisar habeas corpus do petista Antonio Palocci

Ex-ministro de Lula e Dilma foi derrotado por 6 a 5, no STF

acessibilidade:

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu há pouco por 6 a 5 nem sequer analisar o pedido de liberdade através de habeas corpus feito pela defesa do ex-ministro Antonio Palocci, condenado pela Justiça a 12 anos, dois meses e 20 dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em apenas um dos processos a que responde no âmbito da Operação Lava Jato. O primeiro a votar contra a análise relator é o ministro Edson Fachin.

Ex-ministro todo-poderoso dos governos Lula e Dilma, Palocci está preso desde setembro de 2016 na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Segundo a Polícia Federal, a empreiteira Odebrecht tinha uma “conta corrente da propina” com o PT, que era gerenciada, entre outros, pelo petista Palocci. (Com informações da agência Brasil)

Reportar Erro