Mais Lidas

'Mal atendidos' por Dilma

SP: 14 dos 68 prefeitos petistas devem deixar o partido

Temendo desgaste, 14 dos 68 prefeitos devem abandonar o PT

acessibilidade:

O presidente do Diretório Estadual do PT de São Paulo, Emídio de Souza, revelou nesta quinta-feira, 27, que 14 dos 68 prefeitos que o partido tem no Estado comunicaram que deixarão a legenda. De acordo com Emídio, os prefeitos alegam "desgaste" da sigla em São Paulo, medo de perder as eleições em 2016 por serem petistas e também por serem "mal atendidos" pelo governo federal no recebimento de recursos para as prefeituras.

Ele reclamou da atuação "intensa" do vice-governador e presidente do Diretório Estadual do PSB, Márcio França, em "cooptar" prefeitos petistas. "O Márcio França, virou especialidade dele hoje fazer essa pescaria em aquário", disse. Segundo Emídio, a atuação de França hoje se assemelha à que o ex-governador Orestes Quércia fazia quando comandava o PMDB paulista na década de 1980.

Apesar de admitir que é um número relevante de prefeituras que o PT perde, Emídio destaca que elas têm um peso "muito pequeno" em relação ao eleitorado que a agremiação comanda em nível municipal no Estado – que é cerca de 45% dos eleitores. O presidente do Diretório Estadual do PT de São Paulo disse não ter a lista dos 14 prefeitos que anunciaram a saída do partido, mas citou alguns: Itupeva, Jaú, Taquaritinga, Sales de Oliveira, Roseira, Piquete, Iracemápolis, Santa Branca e Jundiaí. Emídio afirmou que além, do vice-governador de São Paulo, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, do PSD, também faz a "pescaria".

 

LEIA MAIS SOBRE SÃO PAULO CLICANDO AQUI.

 

Reportar Erro