Mais Lidas

Lava Jato

Só Marisa pode dizer quem pagou reforma do sítio, diz o seu 'dono'

'Dono' oficial do sítio diz que só ela sabe quem pagou reforma

acessibilidade:

O empresário Fernando Bittar, dono oficial do sítio em Atibaia (SP), afirmou em depoimento à força-tarefa da Operação Lava Jato que Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Lula, coordenou obras de reforma na propriedade, desde o fim de 2010, e que somente ela pode informar quem as bancou.

O advogado de Bittar, Alberto Toron, que acompanhou o depoimento em Curitiba, nesta segunda-feira (7), contou ao jornal Folha de S. Paulo que o empresário garantiu não haver pago também a luxuosa cozinha Kitchens instalada no sítio em 2014.

Durante o depoimento, o empresário suspeito de atuar como um dos “laranjas” do ex-presidente Lula e de sua mulher, revelou que Marisa Letícia também cuidou da construção de um anexo com quatro suítes, e pelos serviços de melhoria da rede elétrica, segurança e reforma no lago.

Segundo o advogado, Bittar "primeiro fez um projeto com uma arquiteta da confiança dele, mas Marisa não gostou. Aí foi feito um segundo projeto por um engenheiro da OAS que a agradou. Ele sempre dizia para o engenheiro da OAS: 'Me apresenta a conta'. Mas o engenheiro respondia: 'Não, pode deixar, pode deixar'".

Os investigadores da Lava Jato querem saber se empreiteiras, como Odebrecht e OAS, além do pecuarista José Carlos Bumlai, favoreceram ilegalmente o ex-presidente com obras e melhorias na propriedade.

O engenheiro da Odebrecht Frederico Barbosa confirmou em depoimento à força tarefa da operação que ele e mais quinze funcionários da construtora trabalharam na construção do anexo e que o pagamento era feito em dinheiro vivo por Rogério Aurélio Pimentel, assessor da presidência da empreiteira. Bittar nega ter sido um "laranja" e ser o legítimo dono do imóvel.