Mais Lidas

Tá feia a coisa

Senadores discutem crise e devem lançar manifesto

A reunião será esta noite, na casa de Luiz Henrique (PMDB-SC)

acessibilidade:

Senadores de vários partidos, independentes e críticos do governo, marcaram uma reunião para esta terça-feira (10),  às 21h, no apartamento do senador Luiz Henrique (PMDB-SC), longe da fogueira do Senado. A ideia é avaliar a crise política, ética e econômica e seus desdobramentos, que estão assustando todo mundo. 

Após a reunião deve ser divulgado um manifesto suprapartidario dirigido aos brasileiros. Nem o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), nem os citados da "lista do Janot", foram convidados. Não se descarta a discussão de formas de agastar Renan Calheiros da presidência do Senado.

Confirmaram presença na reunião os senadores Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Cristovam Buarque (PDT-DF), Ana Amélia (PP-RS), Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), João Capiberibe (PSB-AP), Cassio Cunha Lima (PB, líder do PSDB), Lasier, Lidice da Mata (PSB-BA), Reguffe (PDT-DF), Ronaldo Caiado (GO, líder do DEM), Romario (PSB-RJ), Tasso Jereissati (PSDB-CE), José Serra (PSDB-SP), Ferraço, Zé Medeiros (PPS-MT), Aloisio Nunes (PSDB-SP), Alvaro Dias (PSDB-PR), entre outros.  

Reportar Erro