Mais Lidas

Tratamento truculento

Senador é agredido por chefe da segurança da Câmara

Líder do PSB foi violentamente empurrado no acesso a evento

acessibilidade:

O senador João Capiberibe (AP), líder do PSB, queixa-se de agressão do por um chefe de segurança da Câmara dos Deputados, na manhã desta quarta-feira (30) ao tentar entrar no café da manhã da Frente Ambientalista.

Capiberibe conta que ao chegar ao local foi barrado, quando um segurança pediu que ele se identificasse. “Eu me identifiquei, disse 'sou o senador João Capiberibe'. Mas ele me pediu para ver o documento. Eu respondi: 'meu rapaz está desconfiando de mim? Olha para minha cara'”. E acrescentou, "sou um senhor, um parlamentar e me trataram assim, imagina como tratam a imprensa e as pessoas de fora que vêm aqui", ressaltou.

Nesse momento, o senador diz que foi empurrado, deixando cair tudo o que levava, celular, laptop e documento. Segundo seu relato, nesse momento ele foi cercado por seguranças e só entrou no local depois de mostrar o documento.

Outros parlamentares que estavam presentes reclamaram do tratamento truculento da segurança da Casa. Estão organizando uma moção sobre o assunto. 

A agressão não partiu do diretor da Polícia Legislativa, Paulo Marques Pereira da Paixão, e sim de um dos 35 chefes de equipes da segurança, identificado como Márcio Ronaldo. O diretor disse que as imagens estão sendo analisadas para saber se houve o contato físico do agente, como relatado pelo senador. A assessoria da Presidência da Câmara dos Deputados disse que vai apurar o ocorrido e tomará as "medidas necessárias".