Mais Lidas

'Aqui não é rinha'

Senador critica 'rinha de galo' promovida por congressistas

Benedito de Lira condena baderna e pede solução para os estados

acessibilidade:

Biu também cobrou mais ação de Renan Filho (Foto: Waldemir Barreto)O senador Benedito de Lira (PP-AL) criticou a baderna promovida por congressistas, ao usar a tribuna do Senado, nessa quarta-feira (24), durante os protestos contra as reformas trabalhista e previdenciária, propostas pelo governo de Michel Temer (PMDB).

O senador, conhecido como Biu de Lira em Alagoas, classificou o comportamento de parlamentares como baderna patrocinada e apoiada por membros do Congresso Nacional. E lembrou que o presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Tasso Jereissati (PSDB-CE), teve o microfone arrancado das mãos, durante a última sessão de terça-feira (23).

“Aqui não é uma rinha, nem uma arena para que a gente possa trocar empurrões ou bofetadas. Principalmente quando estamos discutindo as matérias mais relevantes para a vida da nação brasileira. Essa casa não pode continuar servindo de palco, para que amanhã a gente não possa se apresentar à sociedade brasileira. Na comissão de assuntos econômicos, foi uma coisa estarrecedora, nunca vista. Estou aqui em mais de 22 anos e nunca vi isso”, criticou.

Após o discurso que criticou quem fez do parlamento rinha de galo, Biu de Lira aproveitou o momento para cobrar mais ação do governador de seu Estado, Renan Filho (PMDB).

“Vamos mudar os discursos. Vamos cuidar dos brasileiros. Vamos ajudar a resolver os problemas dos nossos estados. E eu tenho muitos. E vou começar a cobrar, do presidente e do governador do meu Estado, que precisa fazer mais e conversar menos”, concluiu Biu de Lira. 

Assista: 

Vídeos Relacionados