Mais Lidas

Patrocínios suspeitos

Rouanet: CPI cobra explicação de R$94 milhões

CPI da Lei Rouanet investiga patrocínios de dezenas de empresas

acessibilidade:

O presidente da CPI da Lei Rouanet, deputado Alberto Fraga (DEM-DF), determinou prazo de dez dias para que empresas que apoiaram projetos culturais do Grupo Bellini enviem todos os documentos dos patrocínios para a comissão. O grupo Bellini, alvo da Polícia Federal no âmbito da Operação Boca Livre, recebeu R$ 94,76 milhões de diversas empresas investigadas pela comissão parlamentar de inquérito.

A Boca Livre, cujo inquérito foi aberto em 2014, investiga fraudes do Grupo Bellini com recursos captados sob o amparo da Lei Rouanet.

Só a Scania Latin America repassou ao grupo R$ 13,38 milhões. Mas a CPI pede esclarecimento de mais de 30 patrocinadores.

O requerimento pedindo os dados das empresas é do deputado Izalci (PSDB-DF), mas não foi aprovado pela comissão da Câmara.

O problema, segundo as empresas investigadas, é que o presidente da CPI não poderia fazer a solicitação sem aprovação do requerimento.

Reportar Erro