Seminário

Presidente Dilma encerra seminário do Metro e Band em NY

acessibilidade:

A presidente Dilma Rousseff encerrou, nesta quarta-feira (25), o seminário The Brazil Infrastructure Opportunity, evento organizado pelo Grupo Bandeirantes em parceria com o Metro Jornal e o banco americano Goldman Sachs. Em seu discurso, Dilma ressaltou o processo de inclusão social no Brasil e disse que esse foi um dos pontos que ajudou a mudar a demanda e aumentar as possibilidades de consumo.

“O Brasil tem uma demanda reprimida”, afirmou. Ainda segundo a presidente, programas como Bolsa Família e Minha Casa, Minha Vida ajudaram a colocar as pessoas no mercado, como consumidores e trabalhadores.

Além disso, a presidente citou que o país entra em uma nova fase de sua estratégia de crescimento. “Atualmente, o Brasil está formando mais engenheiros que advogados”, ressaltou lembrando que isso demonstra investimentos em infraestrutura, mas reconheceu que ainda há um grande gargalo na infraestrutura nesta área.

“O movimento dos aeroportos cresceu 180º; nas rodovias, 95%”, destacou, afirmando que estas áreas ainda podem crescer. “Nós vamos fazer todas as reformas com o carro andando. O Brasil não tem tempo de esperar”, declarou.

Além da presidente, estavam presentes os ministros Guido Mantega (Fazenda) e Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), além dos presidentes Alexandre Tombini (Banco Central) e Luciano Coutinho (BNDES).