Mais Lidas

Banho de água fria

Presidente da Câmara nega candidatura e reafirma lealdade a Temer

Até a mãe de Rodrigo Maia pede para não conspirar contra Temer

acessibilidade:

Maia durante a entrevista.O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM), jogou um balde de água fria naqueles que o querem conspirando contra o presidente Michel Temer. Durante entrevista ao jornalista Roberto D'Ávila, da GloboNews, disse que é leal q Temer e negou ter sido "picado" pela "mosca azul" ou que seja afetado por qualquer "comichão" de assumir a Presidência da República. Limitou-se a dizer que, "a longo prazo, é obvio que chegar onde cheguei já me coloca, daqui a duas, três eleições como uma alternativa [à Presidência], mas, a curto prazo, acho que a presidência da Câmara [dos Deputados] já me dá a possibilidade de realizações que eu nunca imaginei que eu pudesse realizar".

"O político, quando entra na política, ele sempre sonha no máximo. Isso aí, seria besteira não admitir, mas, neste momento, não. Nesse momento, eu acho que como presidente da Câmara, eu tenho tido tanto prazer de acordar todo dia às sete da manhã, participar de três cafés da manhã, depois dois, três almoços, dois, três jantares, discutindo os temas do Brasil. A reforma política, a reforma da Previdência, a PEC do teto [dos gastos] no ano passado, a lei do pré-sal, que aprovamos… São tantas leis que eu sei que vão ajudar o Brasil, que presidir a Camara me dá um orgulho enorme", disse.

Maia contou que todo dia é cobrado por mãe,  através de mensagens, para "não conspirar" contra Temer. Ele disse que mostrou a mensagem da mãe ao próprio Temer. "Uma coisa é o presidente da Câmara, outra coisa é o deputado eleito pelo DEM que apoia o governo do presidente Michel Temer. Esse deputado será leal sempre. Agora, o presidente da Câmara vai ser o presidente da instituição e árbitro do jogo. Então, a minha distância do governo nesse momento e a Constituição e o Regimento da Casa são aqueles escritos que eu vou respeitar nesse processo."