Mais Lidas

Terror em Paris

Premier francês alerta sobre possível ataque químico

Parlamento aprova prorrogação do estado de emergência por 3 meses

acessibilidade:

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, alertou nesta quinta-feira, 19, para o risco de um ataque na França com "armas químicas ou biológicas".

Sob tensão e após o alerta, o Parlamento aprovou a prorrogação do estado de emergência da França por três meses.

"Não podemos excluir nada", afirmou. "Também existe o risco de [um ataque com] armas químicas ou biológicas", acrescentou Valls.

O Parlamento vota leis de emergência, segundo as quais qualquer pessoa considerada uma ameaça pública pode ser colocada sob prisão domiciliar e investigações podem ser realizadas sem uma ordem judicial. Uma medida que já foi aprovada autoriza policiais a transportarem armas enquanto eles estiverem fora do trabalho.

À medida que a investigação sobre os atentados de Paris, reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI), se estende a vários países europeus, Valls pediu à União Europeia (UE) para adotar urgentemente medidas que permitam acesso e partilha de dados sobre passageiros de companhias aéreas.

"Mais que nunca, é tempo de a Europa adotar [as medidas] para garantir que se possa seguir os movimentos [de suspeitos], incluindo dentro da União. É uma condição para a nossa segurança coletiva", afirmou.

Reportar Erro