Por nota

Policiais federais apoiam prisão após condenação em segunda instância

Fenapef aplaudiu a decisão do plenário do STF sobre Lula

acessibilidade:

Por meio de nota, nesta quinta-feira (5), a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) declarou seu apoio a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), durante o julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula, ontem (4),  e reiterou apoio à prisão após condenação em 2ª instância. "Através do julgamento de HC,  a jurisprudência estabelecida em 2016,  decidindo pela prisão por condenação em segunda instância".

Para os federais, a nova deliberação do plenário do Supremo convalida a atuação constitucional, legal e ética da Corte Suprema brasileira. "A análise do STF mostra-se consonante com o sentimento coletivo de busca por justiça e  exonera os brasileiros da incômoda mensagem de impunidade, que alimenta a  atuação de organizações criminosas, especialmente as que possuem influências políticas e meios para esgotar recursos e tardar a aplicação da justiça".

A entidade destaca que o STF dá um importante passo para o aprimoramento do sistema de jurídico-penal. 

Na nota, a Fenapef, que representa os 14 mil policiais federais, ressalta o compromisso dos "policiais federais com o combate à corrupção e ao crime organizado, afim de que o trabalho investigativo desenvolvido pelo Órgão permaneça contribuindo para a aplicação da Justiça e para a construção de um País melhor para todos".

 

 

 

 

Reportar Erro