Mais Lidas

Brasil 3 x 0 Croácia

Placar não refletiu as dificuldades do jogo, diz David Luiz

Um dos herois da estreia, o zagueiro destaca como o jogo foi muito difícil

acessibilidade:

Um dos melhores em campo, o zagueiro David Luiz foi claro em dizer que o placar de 3 a 1 para o Brasil na estreia da Copa do Mundo contra a Croácia não reflete o que foi o confronto no Itaquerão. “Acho que o placar não retrata o que foi o jogo. Foi muito complicado, a Croácia foi muito difícil. Demos o primeiro passo, temos mais seis (até a decisão). Temos de trabalhar bastante (para o próximo jogo) e continuar com o mesmo intuito e com garra. Os próximos jogos não serão fáceis”, avaliou.

Para David Luiz, a lição importante para se tirar deste confronto foi a recuperação da equipe diante de um placar adverso. “Eles (croatas) estavam criando muitas jogadas. Justamente no cruzamento que erraram, saiu o gol. Mas, acima de tudo, fiquei feliz porque o time não se abateu, mostrou que pode se recuperar de uma situação como esta (desvantagem).

Outro ponto importante que David Luiz cita na vitória da estreia foi a bagagem que os amistosos antes da Copa trouxeram para a equipe de Felipão. “Soubemos sofrer, aguentar a pressão. Os amistosos nos deram bagagem para enfrentarmos jogos como o de hoje (quinta)”, completou o zagueiro.

FORÇA DA TORCIDA – O goleiro Julio Cesar avaliou que o apoio da torcida foi fundamental para que a seleção brasileira assegurasse a vitória sobre a Croácia, no Itaquerão. Ele destacou que os mais de 60 mil torcedores presentes ao estádio do Corinthians nunca deixaram de apoiar o time e assim deram tranquilidade aos jogadores para que a virada fosse possível.

Ele só negou que o nervosismo inicial tenha levado o time a sofrer o primeiro gol da partida. “A ansiedade e a tensão rola, mas foi para a Croácia também. Claro que para nós também era muito especial por ser uma Copa no Brasil. Você sai atrás, é uma ducha de água fria, mas o torcedor teve um papel fundamental para nos dar tranquilidade e ajudar a ganhar o jogo”, disse o goleiro.

Julio Cesar é um dos jogadores mais experientes da seleção e participa de sua terceira Copa do Mundo, destoando de um grupo que possui 16 novatos na competição. Com esse histórico, ele fez questão de destacar que seus companheiros tiveram maturidade para superar a situação adversa na abertura da competição.

“Essas coisas acontecem. Às vezes você planeja toda uma situação e não sai da forma como quer. Ninguém faz uma preleção e conversa pensando em sofrer um gol e depois virar. Você pensa em não levar gol e encaixar o ritmo na partida. Quando toma o gol é complicado, mas a seleção brasileira, apesar de ter um grupo de jovens, que estão pela primeira vez jogando a Copa, se comportou de forma brilhante, não perdeu a cabeça e continuou acreditando”, afirmou.

O goleiro da seleção também absolveu o lateral-esquerdo Marcelo pelo gol contra e avaliou que ele reagiu bem após abrir o placar da partida contra a Croácia, aos 11 minutos do primeiro tempo. “O Marcelo tem personalidade grande, em nenhum momento isso o atrapalhou, ele fez uma grande partida”, avaliou.

O meia Hernanes foi outro que destacou a importância da grande maioria dos 62.103 torcedores que foram à Arena Corinthians para a estreia da seleção na Copa. “Temos de agradecer a eles. Dizem que a torcida em São Paulo é muito exigente, mas hoje (quinta) ela apoiou o time o tempo inteiro. E nos ajudou a vencer.?

Reportar Erro