Mais Lidas

Petrolão

PGR deve iniciar em breve abertura de inquéritos no STF

Expectativa é de que Procurador-Geral já comece a pedir primeiras aberturas de investigações com fim da delação de Alberto Youssef

acessibilidade:

Com o fim da delação premiada do doleiro Alberto Youssef, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve começar a pedir as primeiras aberturas de inquérito ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra autoridades investigadas na Operação Lava Jato. Janot chegou a afirmar, há duas semanas, que aguardaria o fim das delações que estavam em curso na Justiça do Paraná para só então pedir ao ministro Teori Zavascki, do STF, a separação dos nomes envolvidos. A intenção, com a cisão, é abrir inquérito no Supremo para investigar apenas políticos que detêm prerrogativa de foro. Os demais casos serão remetidos à justiça de primeira instância.

A avaliação do PGR agora seria de que as delações do doleiro e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa já serão capazes de traçar um “quadro” geral do suposto esquema, que permitiria a cisão dos casos.

Antes de pedir abertura de inquérito, Janot precisará analisar o conteúdo da delação de Youssef. Ontem, o doleiro realizou, na sede da Polícia Federal, em Curitiba (PR), seu último depoimento à polícia dentro do sistema de delação premiada. Poderão ficar no STF casos de empresários ou outras pessoas sem foro privilegiado, mas que tiverem participação no possível esquema de corrupção e pagamento de propina diretamente ligada à atuação de algum político com prerrogativa de foro. (Beatriz Bulla/AE)

Vídeos Relacionados