Mais Lidas

Operação Malebolge

PF vasculha até o teto de gabinetes na Assembleia Legislativa de MT

Na Assembleia Legislativa do MT, PF faz buscas até no teto

acessibilidade:

A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em 64 endereços, na manhã desta quinta-feira (14), com base na Operação Malebolge. Um deles é na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Lá, os agentes vasculharam até o teto dos gabinetes.

A operação investiga um esquema de corrupção no estado. A PF esteve nos gabinetes de pelo menos seis deputados estaduais: Gilmar Fabris (PSD), Silvano Amaral (PMDB), Oscar Bezerra (PSB), Wagner Ramos (PSD), Ondanir Bortolini (PSD), conhecido como Nininho, e Romoaldo Júnior (PMDB).

Nenhum dos investigados compareceu à AL durante as buscas e a Casa ficou interditada. A Procuradoria da Casa acompanhou o trabalho dos agentes, mas só vai comentar o caso após realizar um balanço do material levado.

Delação

A ação é consequência da delação premiada do ex-governador de Mato Grosso Silval Barvosa à Procuradoria-Geral da República. Em vídeos, deputados e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, aparecem recebendo dinheiro de propina.