Mais Lidas

No Rio de Janeiro

PF prende ex-tesoureiro que desviou R$ 2,5 milhões de agência da Caixa

O homem se aproveitou de uma festa dos funcionários para roubar

acessibilidade:

Um ex-tesoureiro de uma agência da Caixa Econômica Federal em Campo Grande, zona oeste do Rio, foi preso na noite desta quinta-feira (22) pela Polícia Federal. Segundo a PF, o homem havia desviado cerca de R$ 2,5 milhões do banco, em agosto, e estava foragido. Os policiais o localizaram quando ele se preparava para realizar um curso de mergulho em Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

As investigações da PF, que contaram com apoio da Caixa, indicaram que o ex-tesoureiro aproveitou uma confraternização dos funcionários da agência em que trabalhava, às vésperas de um feriado relacionado aos Jogos Olímpicos Rio 2016, para levar o dinheiro desviado escondido em bolsas de viagem.

No dia seguinte ao crime, o detido substituiu sua foto numa rede social pela do super-herói Wolverine e por causa disso a ação foi batizada de 'Operação Wolverine'. Parte do valor desviado já foi recuperado pela PF.

No momento da prisão, o homem se apresentou aos policiais federais utilizando documentos falsos, de acordo com a PF. Ele foi autuado em flagrante e apresentado à Delegacia de Polícia Federal em Itajaí para os procedimentos de praxe. Contra ele havia também um mandado de prisão preventiva expedido pela 10ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

O ex-tesoureiro foi indiciado por peculato e uso de documento falso, cujas penas podem chegar a 18 anos de prisão. Ele já foi encaminhado ao sistema prisional.