Persona non grata

PF inicia deportação de líder argentino ‘barra brava’

Raúl Daniel Paz lidera a 'Tigre', violenta torcida organizada argentina

acessibilidade:

A Polícia Federal identificou e prendeu em Porto Alegre, no início da tarde, um  dos principais líderes da torcida organizada argentina “barra brava”, e o notificou a deixar o País em no máximo 72 horas, porque sua presença é considerada indesejável. A identificação de Raúl Daniel Paz, 44, foi possível graças ao trabalho do Centro de Cooperação de Polícia Internacional, coordenado pelo delegado federal Luiz Dórea.

O “barra brava” Raúl Daniel Paz é o líder da torcida organizada “Tigre”, conhecida pelos métodos violentos. Dias não foi preso, mas, levado à superintendência regional da PF na capital gaúcha, foi formalmente notificado a deixar o Brasil imediatamente, sob pena de deportação compulsória – exatamente como ocorreu no caso dos torcedores chilenos que invadiram e depredaram instalações do Maracanã.

Reportar Erro