Mais Lidas

Operação Satélites

PF cumpre mandado de busca no escritório de advogado de Renan

Fachin manda vasculhar escritório de advogado do senador

acessibilidade:

Policiais federais cumprem mandados referentes à Operação Satélites, na manhã desta sexta-feira (28). O alvo principal é o advogado Bruno Mendes, ligado ao senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Os agentes fizeram busca e apreensão no escritório do advogado.

Esta é mais uma fase da Operação Satélites, autorizada pelo ministro Luiz Edson Fachin, ministro relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). No total, são cumpridos 10 mandados, todos de busca e apreensão; sendo quatro no Distrito Federal, dois em São Paulo, dois em Alagoas, um em Sergipe e outro no Rio Grande do Norte. O objetivo da operação é coletar provas de crimes contra a administração pública, lavagem de dinheiro, corrupção, organização criminosa, entre outros, em investigações relacionadas a desvio de recursos na Transpetro. 

Bruno Mendes é citado como Operador de Renan (Facebook)Em Maceió-AL, os dois mandados de busca e apreensão foram executados pelo delegado regional de combate ao crime organizado da PF em Alagoas, Daniel Silvestre. E as assessorias de imprensa da PF em Alagoas e em Brasília afirmaram que não divulgarão a identificação dos alvos da PF na capital do Estado representado pelo senador Renan Calheiros.

Segundo relatório da Polícia Federal, Bruno Mendes é suspeito de agendar jantares com Ricardo Pessoa, dono da UTC, e realizar pagamentos como doações de campanha, em 2014.

A Operação Satélites teve primeira fase deflagrada em 21 de março deste ano, quando a PF cumpriu 14 mandados de buscas em quatro estados e no Distrito Federal. O nome é referente aos alvos, que são pessoas próximas de políticos investigados na Lava Jato. Na primeira fase, foram alvos de mandados pessoas ligadas aos senadores Renan, Humberto Costa (PT-PE), Valdir Raupp (PMDB-RO) e Eunício Oliveira (PMDB-CE), presidente da Casa.

Vídeos Relacionados