Mais Lidas

Maçãs podres

Petrobras esconde acusados, apagando biografias

Estatal deleta no seu site biografias de enrolados no Petrolão

acessibilidade:

A Petrobras deu sumiço, na internet, às biografias de dirigentes como Armando Ramos Tripodi, ex-braço direito do ex-presidente Sergio Gabrielli e atual gerente de Responsabilidade Social. Ele foi levado a depor sob vara, na 23ª fase da Lava Jato. A página “Memórias da Petrobras” saiu do ar, com a exclusão das biografias de gatunos que são hoje celebridades do mundo do crime, no escândalo do Petrolão.

Sumiram as “biografias”, no site da Petrobras, de gente da laia de Pedro Barusco, Renato Duque, Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró.

O petista Armando Ramos Tripodi foi citado na delação do ex-diretor  Paulo Roberto Costa, que cumpre prisão domiciliar.

Tripodi está na Petrobras desde 1984: fundou a “oposição sindical” na Bahia e criou o Departamento Nacional dos Petroleiros da CUT. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto

Reportar Erro