PTB fechou com PSDB

Parlamentares do PTB ensaiam traição e dizem apoiar Dilma

Deputados e Senadores dizem apoiar a reeleição de Dilma Rousseff (PT)

acessibilidade:

Parlamentares do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) resolveram contrariar a Executiva Nacional da legenda e vão apoiar a candidatura da presidenta Dilma Rousseff (PT) à reeleição. Na última sexta (27) o partido anunciou aliança com Aécio Neves (PSDB), decisão desprezada pela bancada na Câmara e a maioria dos senadores petebistas.

O líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes, após se reunir com deputados e senadores, disse que o grupo discorda da decisão da Executiva Nacional. ?Vamos manter nossa coerência. Desde eleição passada que a bancada do PTB está com Dilma. Apoiamos Dilma neste mandato de forma muito especial, defendendo posições do governo. Essa decisão da Executiva de apoiar Aécio a gente respeita, mas não concordamos?, afirmou.

Jovair Arantes disse ainda que a bancada na Câmara não foi consultada sobre passar a rasteira em Dilma e apoiar os tucanos. ?Na política, o que vale é a palavra e havíamos falado em apoio a Dilma em almoço da Executiva. Não fomos consultados para mudar a posição e decidimos não ir à convenção nacional para não chancelar uma decisão que já havia sido tomada sem nos ouvirem?.

Segundo o petebista, somente um dos 17 deputados federais do partido não irá apoiar a campanha petista. ?O deputado Eros Biondini (PTB-MG) é amigo pessoal do Aécio e não teria como fazer campanha para Dilma?, justificou.

Quanto aos senadores, Arantes disse que quatro dos cinco parlamentares do PTB se comprometeram a apoiar a presidente na campanha eleitoral- João Vicente Claudino (PTB-PI), Fernando Collor (PTB-AL), Epitácio Cafeteira (PTB-MG) e Armando Monteiro (PTB-PE). Apenas Gim Argello (PDT-DF) estaria ao lado de Aécio Neves.

Reportar Erro