Epidemia

OMS: Testes de vacina contra zika só começam em 18 meses

Quinze empresas trabalham na busca por uma vacina contra vírus

acessibilidade:

A Organização Mundial de Saúde (OMS) disse nesta sexta-feira, 12, que os testes clínicos em larga escala de vacinas contra o vírus zika não serão possíveis em menos de 18 meses. Mas, de acordo com a organização, 15 empresas ou grupos estão interessados em buscar uma vacina contra o zika.

“Apesar do cenário encorajador, as vacinas vão demorar pelo menos 18 meses para poderem estar prontas e serem testadas em um ensaio clínico em larga escala”, disse Marie Paule Kieny, vice-diretora da OMS encarregada do departamento de Sistemas de Saúde e Inovação.

Duas dessas empresas estariam em estado mais avançado: uma dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA e outro produto (com vírus) inativo da empresa Bharat Biotech, na Índia.
A vice-diretora da OMS disse que diferentes tipos de possíveis vacinas – com o vírus vivo ou morto ou com o uso de vacinas de DNA – podem conduzir a diferenças no tempo de desenvolvimento, mas os desenvolvedores "estão todos partindo de um nível muito básico, por enquanto".

A OMS acredita que o vínculo entre o vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti e a microcefalia seja “cada vez mais provável”, mas que tal comprovação não é esperada "em algumas semanas ou meses". Isso seria uma previsão melhor do que a divulgada anteriormente, de pelo menos seis meses. 

Reportar Erro