Greve

Ocupação chega ao terceiro dia na Câmara de Goiânia

Categoria ocupou local após pedido de impeachment do prefeito ser rejeitado

acessibilidade:

Manifestantes permanecem ocupando a Câmara de Vereadores de Goiânia.  A energia no local continua cortada e o plenário é parcialmente iluminado por uma fiação elétrica improvisada.  O ar condicionado, porém, já foi religado. Os  trabalhadores estão em greve desde o último dia 26.

Ontem (11), o presidente da casa, o vereador Clécio Alves (PMDB), emitiu o pedido de reintegração de posse à Justiça. O judiciário, por sua vez, ainda está analisando o pedido. Os servidores batem o pé e afirmam que não vão arredar de lá até que ocorra uma nova negociação.

Em outubro do ano passado, os professores também invadiram a Câmara e a ocuparam durante 13 dias. Eles só aceitaram deixar o local depois que o prefeito assinou um acordo se comprometendo a atender algumas das reinvindicações.

Agora, os professores grevistas reclamam e dizem que a Prefeitura de Goiânia não cumpriu o acordo estabelecido no ano passado.

 

 

Reportar Erro