Mais Lidas

Aviação

Não é caso isolado o pouso de emergência do turbo-hélice da Azul na Bahia

Panes de bimotor da Azul em vôos regionais causam apreensão

acessibilidade:

Não é caso isolado a pane que provocou pouso forçado do bimotor ATR 72-600 da empresa aérea Azul em Vitória da Conquista (BA), segunda (15). Não é caso isolado nem mesmo naquele aeroporto, que já registrou vários pousos forçados desse avião de fabricação franco-italiana. É o mesmo que chocou o mundo em fevereiro de 2015, ao cair em um rio na zona urbana de Taiwan matando mais de 40 pessoas. A informação é do jornalista Cláudio Humberto, colunista do Diário do Poder.

Panes em ATR da Azul ocorreram em Uberlândia, São José do Rio Preto, Juiz de Fora, Salvador, Belo Horizonte, Vitória da Conquista etc.

A Azul garante que “não tem fundamento” a preocupação, mas já anunciou a venda de dez dos seus trinta ATRs, e a devolução de três.

O ATR 72-600 é muito usado por ser o mais barato (US$ 25 milhões), um quarto do valor do Airbus A320, e pelo baixo custo de manutenção. 

A pane da vez
Um avião da companhia aérea Azul precisou realizar um pouso de emergência no Aeroporto Pedro Otacílio Figueiredo, em Vitória da Conquista (BA), na noite desta segunda (15). O piloto informou que houve uma pane no equipamento eletrônico da aeronave, que será submetida à inspeção.

O Corpo de Bombeiros recebeu a informação de que um avião se aproximava do aeroporto com presença de fumaça. A equipe se preparou próximo à pista, mas a aeronave que vinha de Belo Horizonte (MG) não teve problemas para pousar. Os passageiros desembarcaram normalmente.

A aeronave envolvida no caso é do modelo ATR 72-600, como motores turbo-hélice e capacidade para transportar 70 passageiros. A Azul possui cerca de 30 aviões deste modelo em sua frota, que já se envolveram em outros ocorridos semelhantes.

Um avião ATR 72-600, igual ao da Azul, caiu num rio em Taiwan em fevereiro de 2015, matando 43 pessoas.

Acidente em Taiwan
Outro incidente conhecido com o modelo ATR é o da TransAsia, que aconteceu em fevereiro de 2015. Por causa de uma falha nos dois motores, a aeronave caiu em um rio de Taipei, em Taiwan, deixando pelo menos 35 mortos. 15 pessoas sobreviveram ao acidente.

O pouso de emergência em Vitória da Conquista este ano não foi o primeiro caso registrado com o modelo de aeronave. Em janeiro do ano passado, o piloto de um voo da Azul que fazia o trajeto Salvador (BA) e Aracaju (SE) solicitou um pouso de emergência, que ocorreu sem problemas.

Em dezembro de 2016, uma das aeronaves nem chegou a decolar. Um voo que iria de Campinas (SP) a Uberlândia (MG) precisou ser cancelado depois que um dos motores do avião apresentou um problema. O voo saiu quase três horas depois, após a substituição da aeronave.

No mesmo mês, um avião da companhia aérea precisou retornar ao aeroporto de Montes Claros (MG) depois de sofrer uma pane elétrica. A aeronave, que seguia para a cidade mineira de Belo Horizonte, pousou em segurança.

Em nota, a Azul afirmou que o questionamento do Diário do Poder sobre o número de ocorrência de problemas técnicos com o modelo ATR 72-600 “não tem fundamento.” A companhia área informou ainda que essas são as aeronaves mais modernas de sua frota e que “cumprem papel fundamental na estratégia de negócio da companhia.”

O ATR, produzido pela empresa ítalo-francesa Avions de Transport Régional, fez seu primeiro voo em 1988. O modelo vendeu cerca de 1,5 mil unidades e opera em aproximadamente 90 países.

Sem vítimas
Segundo o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), foi registrado apenas um acidente em 2011 com o modelo da aeronave em dez anos, causado por dano no trem de pouso, mas sem fatalidades. Em nota, o Cenipa informou que "o modelo de aeronave ATR 72 foi avaliado por diversos processos de certificação e opera regularmente em diversas regiões do mundo." 

O Painel Sipaer aponta que, entre 2008 e 2017, foram registrados com o modelo ATR 72 nove incidentes caracterizados como graves. Entre os motivos estão fogo em voo e perda de componente em voo. No que o painel lista apenas como 'incidente', são 132 ocorrências: 24 de falhas de sistema, 22 de falha de motor em voo, 11 de danos em trem de pouso, entre outros incidentes.

Reportar Erro