Surpreendente semelhança

Mulher de Trump é acusada de plagiar discurso de Michelle Obama de 2008

A emissoras de TV colaram as partes idênticas do discurso

acessibilidade:

Donald Trump, provável candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, apresentou nesta segunda-feira (18) sua mulher, Melania Trump, como "futura primeira-dama", na Convenção Nacional Republicana. Melania, modelo eslovena naturalizada norte-americana, foi a estrela do primeiro dia da convenção e protagonizou uma polêmica sobre seu discurso, acusado de "plágio", segundo a CNN.

O discurso de Melania teve semelhanças com a fala de Michelle Obama de oito anos atrás, na Convenção Nacional Democrata, quando Barack Obama consolidou sua candidatura à Presidência.

A ex-modelo eslovena disse as frases polêmicas ao narrar sua infância na antiga Iugoslávia. "Desde muito jovem, meus pais me inculcaram os valores de que se trabalha duro pelo se que quer na vida, que sua palavra é sagrada e que se deve cumprir o que promete, de que se trata as pessoas com respeito", disse a esposa do magnata nova-iorquino.

Palavras muito parecidas com as de Michelle em 2008: "Barack e eu fomos educados com valores muito similares: trabalhar duro pelo que se quer na vida, que sua palavra é sagrada e que se cumpre o que promete, que se deve tratar as pessoas com dignidade e respeito".

Após o discurso, a maioria dos veículos de comunicação americanos começava a difundir algumas das "surpreendentes similitudes" entre os dois discursos enquanto outros mais ousados, como a "CNN", já acusavam a esposa de Trump diretamente de "plágio". "Pelo menos um dos parágrafos do discurso de Melania Trump é uma cópia do de Michelle Obama na Convenção Nacional Democrata de 2008. A comparação das transcrições mostra que o discurso de Trump segue, quase palavra por palavra, ao da primeira-dama", ressaltou a emissora.