Obra no aeroporto

MPF/GO ajuíza ações contra Infraero e empreiteiras

Ministério Público achou seis irregularidades em obra no aeroporto em GO

acessibilidade:

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO) ajuizou ação de improbidade administrativa (AIA) em desfavor de Antônio Gustavo Matos do Vale, presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), e das construtoras Noberto Odebrecht S/A e Via Engenharia S/A. A razão está nas irregularidades encontradas na retomada das obras de construção do novo aeroporto de Goiânia.

O procurador da República Raphael Rodrigues Barbosa enumerou seis irregularidades que caracterizam improbidade administrativa. São elas: inexistência de vínculo contratual entre a Infraero e as construtoras; alteração na composição do custeio do empreendimento; deficiência do projeto básico; irregularidades na celebração de aditivos; sobrepreço e superfaturamento. 

Reportar Erro