Encontro com PCC

Moura recebeu doação de Marta Suplicy e secretário de Haddad

acessibilidade:

O encontro do deputado com os criminosos foi revelado na última quarta-feira (21) quando o secretário de Comunicação do Estado de São Paulo, Márcio Aith, rebateu críticas de Tatto de que a Polícia Militar tratava com ?passividade? os protestos de motoristas e cobradores de ônibus da capital paulista.

Outro político a financiar campanhas de Moura é a senadora Marta Suplicy. Em 2012, Marta desembolsou R$ 35 mil para doar à campanha de seu correligionário. Moura trabalhou na gestão da petista, entre 2001 e 2004, na organização do transporte público da cidade de São Paulo.

O petista já teve vários problemas com a Justiça, no início dos anos 90 ele foi preso e condenado por assalto a mão armada no Paraná. Ficou preso por um ano e meio e conseguiu fugir. Passou 10 anos foragido.

Filiou-se ao PT em 2006 e em 2010 foi eleito deputado com mais de 100 mil votos. O patrimônio de Moura, declarado à Justiça Eleitoral em 2010, foi de R$ 5 milhões. Porém, em 2012, na disputa pela Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, o patrimônio de Moura deu uma ?emagrecida? e foi declarado em torno de R$ 1 milhão.

 

Reportar Erro