Mais Lidas

Lava Jato

Moro manda prender Vaccarezza e mais cinco, em duas fases da Lava Jato

Ex-líder do PT na Câmara está entre os alvos desta sexta-feira

acessibilidade:

O ex-deputado federal Cândido Vaccarezza, que foi líder do PT e do governo nas gestões dos ex-presidentes Lula e Dilma, é um dos alvos de prisão temporária no cumprimento de mandados pela Polícia Federal (PF) na 43ª e da 44ª fases da Operação Lava Jato, na manhã desta sexta-feira (18), no Rio de Janeiro e São Paulo. As operações foram batizadas de Sem Fronteiras e Operação Abate.

Vaccarezza é acusado de favorecer uma empresa estrangeira em contrato na Petrobras, duante o governo Lula, em troca de propina.

Foram expedidas 46 ordens judiciais, sendo 29 mandados de busca e apreensão, 11 mandados de condução coercitiva e 6 mandados de prisão temporária, segundo informou a Polícia Federal.

A Operação Sem Fronteiras investiga a relação espúria entre executivos da Petrobras e grupo de armadores estrangeiros para obtenção de informações privilegiadas e favorecimento obtenção de contratos milionários com a empresa brasileira.

A Operação Abate mira um grupo criminoso que era apadrinhado por Vaccarezza, então deputado federal pelo PT-SP, cuja influência era utilizada para a obtenção de contratos da Petrobras com empresa estrangeira. Nesta relação criminosa, recursos foram direcionados para pagamentos indevidos a executivos da estatal e agentes públicos e políticos, além do próprio ex-parlamentar, segundo a PF.